Após leilão 5G, 48 mil km da malha viária do país deve receber conectividade

O investimento em conexões de internet nas rodovias é uma das obrigações que as vencedoras da licitação devem cumprir.

Imagem da BR-163, por onde estão passando alguns veículos.
Imagem: Divulgação.

Um dos assuntos relacionados ao leilão do 5G, que deve acontecer entre os meses de junho e julho, é a ampliação da conectividade em rodovias federais.

E foi justamente sobre essa pauta que os ministros das Comunicações, Fábio Faria, e Infraestrutura, Tarcisio de Freitas, discutiram, durante uma reunião realizada na última quarta-feira, 24.

É que a ampliação da cobertura das rodovias federais foi definida pelo Ministério das Comunicações (MCom) como uma contrapartida de investimento que as vencedoras da licitação deverão prestar.

O que se espera é que essa ampliação de conectividade alcance até 48 mil quilômetros da malha viária do país, beneficiando diversos brasileiros.

O Objetivo do MCom é aumentar a quantidade de trechos atendidos com sinal 4G ou superior, além de incluir ainda mais rodovias no edital, que neste momento, está sendo analisado pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

VIU ISSO?

–> Projeto obriga operadoras a garantir sinal de celular em rodovias

–> Novo decreto abre caminho para Wi-Fi e 4G em rodovias

–> DNIT publica regras que amplia o acesso do 4G em rodovias

Pensando do ponto de vista estratégico em relação ao transporte rodoviário de passageiros e escoamento da produção agropecuária, serão consideradas como prioridades as rodovias BR-163, BR-364, BR-242, BR-135. BR-101 e BR-116.

Segundo o ministro Fábio Faria, o 5G vai trazer uma série de benefícios, como resultado da alta velocidade e baixa latência.

Como exemplo, ele disse que um caminhão poderá ser monitorado em todo o processo, começando pelo carregamento e passando pelo trajeto e descarga, gerando mais eficiência e a automação de diversas tarefas.

Além disso, o MCom também definiu como uma de suas diretrizes para o 5G é o roaming obrigatório. Isso significa que o cliente de uma operadora tenha conexão até mesmo em regiões onde sua operadora contratada não ofereça cobertura.

Projeto FM nas estradas

Ainda durante a reunião, o secretário de Radiodifusão do MCom, Maximiliano Martinhão, apresentou ao ministro de Infraestrutura o projeto FM nas estradas.

A rádio, que funciona apenas no curso da rodovia, oferece informações sobre o trânsito, acidentes, condições meteorológicas, entre outras.

O programa piloto, colocado em prática na Via Dutra, em São Paulo, chegou a reduzir em 30% o número de acidentes graves.

Com informações de MCom.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários