InícioTelefonia CelularCliente pré da Vivo poderá utilizar créditos para fazer compras

Cliente pré da Vivo poderá utilizar créditos para fazer compras

Ideia de ‘carteira digital’ já tinha sido cogitada no ano passado pela operadora TIM.

Nesta quarta-feira, 24 de fevereiro, durante teleconferência de resultados, Christian Gebara, CEO da Vivo, anunciou a ideia de lançar o “Vivo Wallet”, uma carteira digital para clientes pré-pagos.

Com a novidade, os usuários da operadora poderiam utilizar o saldo de recarga não apenas para adquirir serviços de voz e dados, mas também fazer compras ou contratar serviços.

A ideia não é nova. Em agosto de 2020, Pietro Labriola, CEO da TIM, já tinha ventilado a possibilidade do lançamento de uma carteira digital para clientes móveis.

A iniciativa beneficiaria consumidores que não tem contas em bancos ou possuem cartões de crédito.


VIU ISSO?

–> Vivo cresce no pré-pago e fibra óptica

–> Após Oi e TIM, Vivo anuncia abertura de empresa de fibra

–> Controladora da Vivo negocia a venda milionária de data centers

Na época, o executivo da TIM também sugeriu o desenvolvimento de uma plataforma conjunta entre as empresas de telefonia, o que evitaria que um vendedor tivesse que usar sistemas de cobranças diferentes para cada operadora.

Entretanto, na teleconferência de hoje, Gebara não adiantou a possibilidade do lançamento de uma plataforma conjunta.

A carteira digital da Vivo vem na esteira do aumento do número de recargas em canais digitais, que já alcança 37% do total.

“Por que não usar essa recarga, que é usada digitalmente, no que poderia ser uma carteira digital. Hoje, esse dinheiro é utilizado apenas para o plano pré-pago. Talvez esse dinheiro poderia ser colocado nessa carteira e pagar outros serviços”, disse Gebara.

É válido lembrar que a Vivo lançou recentemente, de forma tímida, o app “Vivo Recarga”, uma conta digital que permite utilizar o saldo depositado para fazer recargas, transferir dinheiro entre amigos e pagar boletos.

Outro produto financeiro mencionado durante a teleconferência é o “Vivo Money” que oferece empréstimos para clientes de R$ 1.000 a R$ 30.000.

Segundo a apresentação, a companhia registrou um crescimento de 2,5 vezes no número de novos contratos de crédito/mês, entre outubro e dezembro do ano passado.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários