80% da fibra óptica importada pelo Brasil vem da China

Mercado está aquecido e é puxado pela expansão de pequenos provedores pelo país.

De acordo com um levantamento realizado pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), cerca de 80% da fibra óptica importada pelo Brasil é proveniente de fabricantes chineses.

Somente no ano passado, o país gastou US$ 154 milhões (R$ 837,99 milhões, na cotação atual) com a importação dos cabos ópticos.

Deste total, US$ 123,9 milhões (R$ 674,20 milhões) foram pagos aos chineses.

Segundo Foad Shaikhzadeh, presidente Furukawa Electric LatAm, a China aumentou a produção nos últimos anos como forma de preparação para a chegada do 5G.

VIU ISSO?

–> Banda larga cresce 9% no ano de 2020

–> STF autoriza Telebras a explorar serviços de banda larga

–> Oi Fibra atinge marca de 500 mil clientes na Região Sul

Entretanto, a elevação na produção foi tamanha – muito além da demanda local -, que o país passou a exportar o produto excedente, inclusive com a fibra sendo vendida a um preço inferior ao custo de produção.

Além da China, Coreia do Sul, Japão e Índia produzem fibra para o Brasil, mas com uma participação bem menor.

Hoje, metade da demanda nacional é atendida por empresas brasileiras e a outra porção é importada dos países asiáticos.

O mercado de fibra vem se aquecendo, principalmente pela expansão das competitivas, os pequenos provedores espalhados pelo país.

A quantidade importada no ano passado registrou um aumento de 29,15% em relação a 2019, e de 66,5% sobre 2018.

Os números mostram não apenas um aquecimento do mercado de banda larga por fibra no Brasil, mas também uma expectativa de contínua expansão na demanda por cabos ópticos com a chegada do 5G no país.

Com informações de Telesíntese.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários