Faria volta a defender rádio FM em celulares

COMPARTILHAR:

Proposta é cobrada por radiodifusores, mas tem resistência da indústria de smartphones.

Crédito da imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Na última sexta-feira, 15, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, voltou a defender a obrigatoriedade de instalação de chips para recepção de rádio FM em todos os celulares fabricados no Brasil.

O recurso permite que os usuários escutem emissoras de rádio em smartphones sem a utilização de uma rede Wi-Fi ou consumir pacotes móveis de dados.

A medida facilitaria o acesso à informação para a população de baixa renda ou que reside em regiões rurais sem acesso à internet.

Entretanto, o ministro não detalhou como pretende obrigar os fabricantes a instalarem os receptores FM nos aparelhos.

VIU ISSO?

–> Chile aprova obrigatoriedade de rádio FM em celulares

–> TCU quer garantir que leilão do 5G ocorra até junho

–> MCom quer maior revolução da década com 5G em 2021

No Congresso Nacional, a pedido dos radiodifusores, já tramita o projeto de Lei nº 8438/17, que busca regulamentar a obrigatoriedade do recurso.

Porém, a proposta tem sofrido resistência da indústria de celulares, com o argumento de que a medida atrapalha a chegada de modelos de dispositivos globais fabricados no país.

Além disso, a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) alega que a proposta vai contra a livre iniciativa, prevista pela Constituição Federal, e a recém aprovada Lei da Liberdade Econômica.

Com informações de Telesíntese.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
5 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários