InícioInternet Banda LargaVazam valores do piloto da fibra de 1 Gbps da Oi

Vazam valores do piloto da fibra de 1 Gbps da Oi

Em uma das cidades onde acontecem os primeiros testes, valor está na faixa dos R$ 400; saiba mais detalhes.

Imagem: Divulgação Comercial da Oi (Reprodução YouTube)
Imagem: Divulgação Comercial da Oi (Reprodução YouTube)

Nesta sexta-feira, vazaram mais detalhes sobre a conexão de 1 Gbps que a Oi Fibra deve comercializar nos próximos meses.

As informações são sobre um projeto piloto realizado nas cidades do Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca, e em Petrópolis.


Apenas novos clientes e moradores das regiões podem fazer os testes, com contratação disponível nas lojas da operadora.

Para a Barra da Tijuca, o valor inicial é de R$ 449,90 mensais e R$ 649,90 no combo com TV por assinatura e telefonia fixa ilimitada.

Já em Petrópolis, os valores são maiores, ou seja, a conexão individual (só com telefonia fixa) tem custo de R$ 649,90 e o combo fica em R$ 849,90.

Em breve, a Oi será a única prestadora de banda larga com oferta de 1 Gbps para algumas cidades, de acordo com as informações obtidas pelo jornalista Lucas Braga.

VIU ISSO?

–> Veja os resultados da internet de 2 Gbps do Google

–> Oi anuncia fibra óptica de 5ª geração para 2021; conheça

–> TIM pode espelhar planos móveis da Oi

Em um comparativo, podemos olhar para a oferta do exterior, onde a AT&T e Google Fiber são boas referências em valores e conexões de 1 Gbps.

O Google, por exemplo, cobra aproximadamente US$ 100 por uma conexão de 2 Gbps, o que na conversão atual fica em R$ 508,10.

Mas, a internet da “gigante das buscas” nessa velocidade ainda é limitada a duas cidades dos Estados Unidos até o momento.

A A&T pode traçar um panorama mais abrangente em relação ao mercado exterior.

A cobrança da prestadora por uma conexão de 1 Gbps está em US$ 60 mensais, o que corresponde a aproximadamente R$ 304,86.

Ainda não dá para entender se haverá mesmo uma variação de preços entre localidades, na conexão da Oi Fibra.

No entanto, o preço cobrado para a Barra da Tijuca, por exemplo, está de acordo com o padrão de mercado, apesar dos custos de infraestrutura no Brasil.

Com informações de Tecnoblog

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]

8 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
8 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários