Pernambuco realiza operação contra internet clandestina

Caixas irregulares em postes têm provocado incêndios e colocado em risco a segurança de pedestres.

Nesta terça-feira, 22, a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) iniciou uma nova operação de retirada de instalações de internet clandestinas em postes da cidade de Recife.

Segundo a companhia, o uso de caixas de internet fora dos padrões está colocando em risco o fornecimento de energia, além de ameaçar a segurança de pedestres e de patrimônios.

A Celpe afirma que ao longo de 2020 foram registrados 174 incêndios provocados por caixas de internet instaladas de forma irregular.

Ao todo, a nova ação deve retirar 462 caixas fora do padrão de 139 postes.

Desde o início do ano, a empresa vistoriou mais de 8,2 mil postes, removendo 52 toneladas de cabos de telecomunicações.

VIU ISSO?

–> Prefeitura pretende multar operadoras por bagunça de fios em postes

–> Nove milhões de postes estão hoje em situação crítica nas ruas

–> Diretor da Vivo é ouvido pela CPI das Concessionárias

“A identificação e retirada dos fios clandestinos é um trabalho constante e que tem como finalidade principal evitar acidentes e garantir o fornecimento de energia para a população. Todas as 15 ruas que nossas equipes vão atuar a partir desta terça já foram mapeadas e vistoriadas previamente. O objetivo é retirar dos postes todo o material fora do padrão”, afirmou Fábio Barros, gerente de operações da Celpe.

As operadoras e provedores que possuem contratos com a companhia de energia para o uso dos postes são informadas previamente para que elas regularizem os fios fora dos padrões.

Aquelas empresas que não cumprem os prazos de adequação tem as suas redes removidas dos postes.

A Celpe orienta que os clientes que experimentarem instabilidade no funcionamento de serviços de internet e telefonia devem entrar em contato com as operadoras responsáveis pela rede.

Com informações de Celpe.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários