Receita da AT&T cai 6%

Empresa luta para quitar dívidas após comprar a DirecTV e a Time Warner.

Enquanto o mercado de telefonia vai bem para a AT&T, adicionando mais 229 mil clientes à sua base, no quarto trimestre de 2019, o mesmo não se pode dizer na área de entretenimento.

Após comprar a DirecTV e a Time Warner, no valor de US$ 134 bilhões (R$ 565,31 bilhões na cotação atual), a AT&T busca reverter a fuga dos seus clientes de TV via satélite para as plataformas de streaming.


A receita no segmento de entretenimento, que inclui a DirecTV, recuou 6,1% em relação ao ano anterior, para US$ 11,23 bilhões (R$ 47,38 bilhões). O desempenho menor se deve a perda de 945 mil assinantes de TV “premium”, somente durante o quarto trimestre do ano passado.

Para combater essa fuga, a AT&T pretende lançar o seu próprio serviço de streaming, o HBO Max, em maio. Os planos são investir até US$ 2 bilhões em conteúdo em 2020, e mais 1 bilhão de dólares adicionais em 2021 e 2022.

VIU ISSO?

–> Satélite da AT&T está a ponto de explodir no espaço

–> Cobertura 5G da AT&T já está disponível em 35 cidades

–> Telefónica Vivo se une à AT&T para combater dona da Claro

Além disso, a empresa anunciou um plano de corte de custos e pretende vender ativos para quitar a dívida adquirida após a compra da DirecTV e a Time Warner. Acionistas têm questionado a AT&T tais aquisições, consideradas como caras.

O grupo de mídia também nomeou um novo presidente para ajudar no desenvolvimento corporativo e financeiro da empresa.

Com informações de Reuters.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários