Ministério das Comunicações aprova projetos de debêntures

Propostas das operadoras buscam expandir a infraestrutura de telecomunicações no Brasil.

Durante esta última semana de 2020, o Ministério das Comunicações aprovou as primeiras propostas de debêntures incentivadas para a expansão de infraestrutura de telecomunicações no país.

As debêntures são títulos emitidos pelas operadoras e tem o objetivo de levantar recursos no mercado privado para subsidiar as suas operações.


Por sua vez, aqueles que investem em debêntures incentivadas recebem juros do valor investido em um determina prazo prefixado.

A pasta também concedeu uma redução de 22% para 15% no pagamento de Imposto de Renda para os investidores dessas debêntures.

VIU ISSO?

–> Nova portaria busca impulsionar implantação do 5G no Brasil

–> Edital do 5G deve ficar pronto até janeiro de 2021, diz Fábio Faria

–> Governo vai investir R$ 409 milhões em Internet das Coisas e 5G

Somados, os projetos aprovados têm cerca de R$ 4 bilhões.

A maior parte desse valor será destinado para três projetos da Claro.

ECONOMIZE! 💰 Compare os planos das operadoras de celular e escolha o mais vantajoso para você.

Para o “Projeto Fotônico”, a operadora busca levantar R$ 1,3 bilhão para implementar uma arquitetura de rede mais eficiente em todo o país.

No “Projeto Modernização”, por R$ 2,25 bilhões, a Claro pretende modernizar a sua rede 2G, 3G e 4G.

Já no “Projeto de Implementação de Solução GPON”, a empresa pretende implementar uma nova solução de rede de fibra, que reduz espaço, custos e consumo de energia, por R$ 433 milhões.

Além da Claro, o Ministério das Comunicações aprovou dois projetos da MOB Telecom.

No valor de R$ 170 milhões, um dos projetos da MOB visa a implantação e expansão da sua rede de fibra óptica em estados do norte e nordeste.

Finalmente, em outro projeto, o provedor regional busca levantar o valor de R$ 40 milhões para expandir a sua rede de fibra no Ceará, sede da empresa, por meio da tecnologia GPON.

Com informações de Teletime.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários