Distrito Federal aprova isenção de impostos na telefonia móvel

Medida visa remunerar o tráfego de dados de usuários cadastrados em cursos de ensino à distância.

Nesta terça-feira, 27, a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) aprovou a isenção de impostos que são cobrados das operadoras de telefonia móvel.

A medida vale para aquelas empresas contratadas pela secretaria de Educação para oferecer conectividade para usuários que tenham acesso a plataformas de Ensino à Distância (EaD).


O tributo em questão é o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS).

A isenção do ICMS será limitada apenas aos valores contratados para remunerar o tráfego de dados utilizados por estudantes cadastrados em cursos de EaD.

VIU ISSO?

–> Governo de São Paulo vai distribuir 750 mil chips para ensino remoto

–> Telecomunicações em um mundo em pandemia

–> Projeto de Lei quer garantir banda larga para professores e alunos

A homologação do convênio de ICMS nº 50/2020, do Conselho Nacional Fazendário (Confaz), é válido no Distrito Federal até 31 de dezembro de 2020.

O projeto foi aprovado em turno único durante sessão extraordinária remota da Câmara. Foram 16 votos favoráveis, sendo apenas o do deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT) contrário.

Com informações de CLDF.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários