Desvalorização da DirecTV está acima de 75%

Americana AT&T deve vender a DirecTV por menos de um terço do valor que adquiriu; SKY Brasil faz parte das operações.

Imagem: Divulgação DirecTV - AT&T
Imagem: Divulgação DirecTV – AT&T

Inegavelmente, a TV por assinatura é um mercado em declínio. Um recente retrato da situação é a dificuldade da operadora AT&T para vender sua unidade do segmento, a DirecTV.

Informações recentes garantem que a desvalorização está acima de 75%, pois a gigante americana deve ofertar seu braço de TV paga por um terço do valor que adquiriu.

Em 2015, a DirecTV foi comprada pela AT&T por US$ 67 bilhões. Na operação, a SKY Brasil estava inclusa como parte da Vrio, que representa a operação da marca na América Latina.

De acordo com a imprensa americana, a operadora gastou mais de US$ 175 bilhões nas fusões com a DirecTV e Time Warner, no objetivo de dominar o setor pela força fruta. Entretanto, o resultado não saiu como o esperado e culminou em dívidas.

VIU ISSO?

–> SKY pode ser vendida pela AT&T? Entenda a possibilidade

–> Conflitos entre EUA e Venezuela afetam TV por assinatura

–> Dona da SKY coloca mais negócios à venda

O saldo devedor da companhia foi traduzido no aumento de preços para assinantes da TV por assinatura e uma estratégia confusa, com vários produtos diferentes.

Mais uma vez, os planos resultaram em perdas. A evasão de assinantes do serviço de TV paga oferecido pelas marcas da AT&T é de aproximadamente 7 milhões desde 2018. Só no ano passado foram mais de 3 milhões.

O caminho agora é prosseguir com a venda, mesmo que por um valor mais baixo. As primeiras ofertas para a DirecTV avaliaram a empresa em torno de US$ 15,75 bilhões.

Segundo o Techdirt, a AT&T foi alertada por especialistas sobre a tolice que era comprar uma empresa de TV por assinatura na véspera da revolução dos “cortes do cabo”. Agora, o processo de venda gera até mesmo discordância, já que os insiders enxergam como uma séria destruição de valor.

Com informações de TechDirt

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
4 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários