Dona da SKY coloca mais negócios à venda

Segundo site americano, AT&T está com dificuldades para vender divisão da DirecTV.

Logotipo da Vrio
Imagem: Logotipo da Vrio

Tudo indica que a AT&T, gigante operadora americana dona de empresas como SKY e WarnerMedia, está com dificuldades para vender suas operações da DirecTV.

De acordo com informações da Bloomberg, a pretensão da companhia é se desfazer do negócio de DTH via satélite para focar em investimentos com possibilidades mais fortes de retorno.


O site destaca que a empresa procura se livrar das divisões que não são essenciais para o futuro da operação.

Na conta estão DirecTV, parte dela ou totalidade, a empresa de anúncios Xandr e o streaming de animes Crunchyroll.

A publicação do site, inclusive, menciona que as tentativas são para vender a Vrio, divisão que compreende a atuação com TV por assinatura da AT&T em todos os países em que se faz presente.

Em parte dessa operação está a SKY, que tem a vice-liderança do mercado de TV paga brasileiro.

Quando ocorreu a fusão com a DirecTV, o acordado era que a marca com maior predominância em cada região permaneceria existente.

VIU ISSO?

–> SKY pode ser vendida pela AT&T? Entenda a possibilidade

–> Fundo investidor da AT&T defende venda da SKY

–> Desejada por brasileiros, a AT&T é mesmo tudo o que dizem?

Mas, ainda não é possível entender qual será o futuro da SKY, visto que não há certeza se a AT&T pretende se livrar de toda a operação da Vrio, ou apenas parte dela.

Em número de assinantes, a redução foi de 21% só no segundo trimestre de 2020. Uma perda de quase três milhões de assinaturas nos países de atuação. A receita também reduziu 27%.

Com informações de Bloomberg

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários