Novos credores receberão 30% da venda de imóveis da Oi

Proposta do Ministério Público foi aceita pela operadora em recuperação judicial.

Nesta quinta-feira, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) apresentou um parecer propondo que 30% dos recursos obtidos a partir da venda de imóveis da Oi (OIBR3 / OIBR4) sejam destinados para o pagamento de dívidas contraídas após o início do processo de recuperação judicial, em 2016.

Consultada, a Oi afirmou que “está de acordo com o percentual fixado pelo MP”.


Segundo o promotor Leonardo Marques, da 1ª Promotoria de Massas Falidas do MP-RJ, a medida não afeta a venda de ativos da Oi, que será votada na próxima semana, durante a Assembleia Geral dos Credores.

Estima-se que a operadora tenha 7 mil imóveis. Já a dívida desses novos credores chega a R$ 160 milhões.

A nova regra proposta pela MP-RJ passa a valer apenas em 1º de outubro deste ano.

Caso os pagamentos aos novos credores não sejam cumpridos, os juízos estão autorizados a determinar a penhora sem a necessidade de comunicação ao Juízo da Recuperação Judicial, para créditos até R$ 20 mil.

VIU ISSO?

–> Anatel pode votar a favor do plano de aditamento da Oi

–> Ministro das Comunicações quer garantir sucesso de plano da Oi

–> Venda de ativos da Oi não deve ser adiada

Para dívidas superiores a esse valor, Marques propõe comunicação ao Juízo da Recuperação Judicial, para que ele tome alguma providência, podendo ocorrer até mesmo o sequestro do bem.

“Eu quero acabar com essa fila de milhares de credores, ela não pode existir. Credor novo tem que ser pago imediatamente. Os antigos demoram a receber porque recebem na forma do plano [de recuperação judicial]. Mas os novos têm que receber o mais rápido possível” disse o promotor.

Com informações de Telesíntese.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Vando Araujo

Adeus OI MOVEL. Já que ela mesmo nao consegue investir no setor móvel o mais sensato a se fazer é vender mesmo.

Cidade - UF
LAGARTO-SE