Bancos não desistiram de barrar novo plano da Oi

Após tentarem um adiamento da votação na AGC da operadora, instituições vão novamente recorrer à Justiça.

Ilustração - Oi
Imagem: Ilustração Creazilla

A Oi (OIBR3 / OIBR4) conseguiu aprovar o aditamento de sua recuperação judicial, mas os bancos credores que se posicionaram contra não se dão por satisfeitos.

Após tentarem adiar a votação do novo plano em 30 dias, durante a Assembleia de Credores da Oi, as instituições devem ir novamente à Justiça.

O pedido realizado foi negado pelo administrador do processo e a votação, marcada para 11h, teve início após às 20h na última terça-feira, 08 de setembro.

Caixa e Banco do Brasil já tomaram a decisão de combater judicialmente o novo plano da Oi. As outras entidades devem seguir pelo mesmo caminho.

O ponto de conflito se configura no desconto de 55% no valor de face das dívidas da operadora com as instituições.

A princípio, os bancos até aceitariam um desconto, mas não nessa magnitude. Outra questão destacada é o tratamento concedido aos bondholders, considerado desigual.

VIU ISSO?

–> Credores aprovam plano de reestruturação da Oi

–> Ações da Oi despencam após aprovação de aditamento

–> Oi aceita proposta vinculante de Claro, Vivo e TIM pela Oi Móvel

Eles tiveram seus créditos convertidos em ações e ainda assim conseguiram votar na assembleia.

Para os bancos, é um conflito de interesses, pois eles têm debêntures, ações e podem interferir na montagem da proposta, já que são acionistas.

Portanto, as instituições bancárias vão acionar a Justiça em defesa de que seja mantido o que foi acordado no plano de recuperação firmado em 2017, já que se sentem prejudicados.

O advogado Eduardo Munhoz, especialista no tema, destacou para a Valor Econômico que esse é um direito dos credores.

Entretanto, o Judiciário costuma preservar decisões tomadas em assembleias. No caso da Oi, a nova recuperação judicial foi aprovada pela maioria.

Com informações de Valor Econômico

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários