7 mil aparelhos IPTV piratas são destruídos pela Receita Federal

Produtos disponibilizam o sinal ilegal de canais da TV por assinatura.

Imagem: Pontaporainforma.

Na manhã desta sexta-feira, 25, a Receita Federal destruiu cerca de 7 mil aparelhos IPTV pirata, apreendidos em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul.

A cidade faz divisa com o Paraguai, de onde provêm a maioria desses produtos.


Conhecidos popularmente como “TV Box”, esses dispositivos oferecem o acesso ilegal ao sinal de canais fechados da TV Paga, por meio de uma conexão com a internet.

A prática é considerada crime de violação de direitos autorais.

De acordo com a Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA), a pirataria causa prejuízos de R$ 9,5 bilhões para a indústria audiovisual, além da perda de R$ 1 bilhões em impostos.

Além disso, esses equipamentos não são homologados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o que significa que não passaram por testes para atestar se eles representam algum tipo de risco aos seus usuários.

Os dispositivos TV Box foram apreendidos entre fevereiro de 2019 e julho deste ano e a sua destruição ocorreu na alfândega de Ponta Porã.

As partes metálicas e plásticas dos aparelhos serão encaminhadas para reciclagem.

VIU ISSO?

–> IPTVs piratas estão liberadas na Play Store

–> Busca por IPTV supera TV por assinatura convencional

–> Disney consegue na Justiça o bloqueio de 118 sites IPTV piratas

No início deste mês, a Receita Federal também apreendeu 22 mil caixas de TV pirata no Porto de Itaguaí, no Rio de Janeiro.

Já em São Paulo, a Polícia Civil retirou do comércio local 5 mil decodificadores piratas no início deste ano.

Com informações de Pontaporainforma.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais votado
mais novo mais antigo
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Carlos Diniz

Tenho um pensamento sobre assinatura de TV a Cabo (mas que não justifica a pirataria). Acho MUITO caro os valores cobrados, pois os canais além de serem pagos passam incessantes propagandas. Ou seja, a pessoa PAGA para ver propaganda, e pior é no caso dos canais Pay Per View.
Há muito abandonei o hábito de assistir TV regularmente. E me contento com os poucos programas jornalísticos com credibilidade (Alguns canais como Globo e Band, foram bloqueados, para não ter de gastar pilha do controle remoto… rss) que tem na TV aberta.

Cidade - UF
Belo Horizonte MG