Sercomtel é vendida em leilão

Fundo de investimentos foi o único a dar um lance pela operadora estatal.

Nesta terça-feira, 18, em leilão realizado pela B3, a Bolsa de Valores de São Paulo, o Fundo de Investimentos Bordeaux arrematou as ações da Sercomtel, operadora que atua na região de Londrina.

O Fundo foi o único interessado no negócio e ofereceu um valor 900% acima do lance mínimo, que era de R$ 130 milhões. A oferta foi de 10 centavos por cada ação da empresa, sendo que o preço mínimo era de R$ 0,01.


“A desestatização, não tenho dúvida alguma, vai colocar a Sercomtel em outro patamar”, disse Marcelo Belinatti, prefeito de Londrina, após o leilão.

A operação ainda precisa de aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Esta foi a segunda tentativa de privatizar a endividada Sercomtel. No leilão realizado fevereiro deste ano não houve interessados no negócio.

Caso ela não fosse vendida, a Câmara de Vereadores de Londrina já tinha aprovado um empréstimo de R$ 30 milhões, para sua reestruturação.

VIU ISSO?

–> Sercomtel espera receber R$ 29 milhões com venda de imóveis

–> Sercomtel completa 51 anos hoje; conheça seu passado e futuro

–> Venda da Sercomtel contará com assessoria da B3

Atualmente, a Sercomtel possui 231 mil usuários de telefonia fixa, 102 mil de banda larga fixa e 52 mil de telefonia móvel.

Com informações de Gazeta do Povo.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários