Chip da Claro é vendido com número ativo em outra linha

Operadora será obrigada a pagar uma indenização para o cliente; entenda o ocorrido.

Ilustração
Imagem: Andrea Piacquadio (Pexels)

Já imaginou comprar um chip que está com o número ativo na linha de outra pessoa? Pois é, aconteceu com um consumidor, que adquiriu o item na Claro e começou a ser importunado pelo antigo dono da linha.

De acordo com relatos, o novo titular começou a sofrer ameaças e importunações da pessoa que alegava ser a verdadeira dona do número que constava no chip.

Muitos usuários de telecomunicações sabem que a famosa “reciclagem de números” é viabilizada com frequência pelas operadoras. Há relatos de pessoas que, após anos com o mesmo número, ainda recebem mensagens robotizadas destinadas a um antigo titular.

Mas, nesse caso, o antigo titular da linha alegou que ainda utiliza e o comprador do chip optou pelo cancelamento do número para evitar maiores importunações.

Ambos os envolvidos foram até o Procon, mas não tiveram sucesso. Portanto, acionaram o escritório Pitágoras Lacerda Advocacia e Consultoria e foram à Justiça.

A Claro argumentou que não houve má prestação do serviço e afirmou que o consumidor que comprou o chip deveria processar o antigo dono da linha, pelas constantes importunações, não a operadora.

VIU ISSO?

–> Claro adota estratégia para conter evasão na TV por assinatura

–> Claro e Nextel anunciam ‘namoro’ nas redes sociais

–> Claro pretende oferecer novo serviço de TV por assinatura, diz site

Em primeira instância, a ação dos autores terminou negada, mas eles recorreram.

Foi quando a juíza Fabíola Fernanda Feitosa de Medeiros Pitangui concluiu que a Claro ofereceu o número para outro consumidor antes do fim do prazo de 180 dias para repassar, de acordo com a diretriz da Anatel.

Portanto, a operadora terá que pagar indenização de R$ 10 mil para duas pessoas por danos morais.

Com informações de ConJur

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários