Ações da TIM podem ter alta de 52,5% no longo prazo

Banco Santander destacou que a companhia segue atrativa para investimentos; entenda o cenário.

Ilustração TIM
Imagem: Ilustração TIM

De acordo com o Santander, a TIM (TIMP3) segue atrativa para investidores. No momento atual, todos os holofotes estão voltados para a Oi, com seu ambicioso plano de venda e divisões, mas, na corrida por fora, a operadora da América Móvil segue atrativa.

No curto prazo, nada será fácil. Afinal, as empresas de telefonia colhem e vão sentir ainda mais os efeitos da pandemia do novo coronavírus no mercado.

É um cenário que rebaixa as estimativas para o segundo semestre, mas o longo prazo é animador para os investimentos.

As previsões elevam o preço-alvo para R$ 21 no final de 2021. Isso significa um potencial de alta em 52,2%.

O que contribui para essa análise são dois fatores: o aumento da demanda por banda larga, assim como o compartilhamento de redes com a Telefônica (Vivo).

Quem faz análise é Maria Tereza Azevedo, que também vê uma iminente consolidação, com a diminuição das pressões competitivas.

VIU ISSO?

–> Vivo TV terá acesso ao Amazon Prime Vídeo via decodificador

–> Canal ganha sinal aberto na Vivo TV a partir desta terça-feira

–> Minas Gerais vai ganhar maior cobertura de fibra da Vivo

Um melhor fluxo de caixa também é previsto para a TIM.

Portanto, a operadora pode ser um caminho interessante para investidores que não querem em meio a agitação que será criada ao redor da Oi nos próximos meses.

Com informações de Money Times

About Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários