Sem créditos? Saiba como enviar um SMS a cobrar

Mesmo ultrapassado, o envio tradicional de mensagens ainda pode livrar muita gente do sufoco; saiba como utilizar.

Ilustração - SMS
Imagem: PublicDomain Pictures

Em tempos de WhatsApp, ligações ilimitadas e dados móveis, quem se importa com o SMS? Ou melhor, quem pensa nele? Pois é, seguimos essa linha de raciocínio até efetivamente precisar do serviço.

Atualmente, todo mundo utiliza a internet para se comunicar. A web não é mais vista como uma forma econômica de fazer contato com amigos, conhecidos e familiares, já que as chamadas ilimitadas também foram adotadas pelas operadoras.


Outra utilidade é a internet de navegação reduzida após o fim da franquia, o término do pacote contratado.

Mas na ausência de rede e créditos, como se livrar do sufoco? É nessas horas que o bom e velho SMS pode entrar em ação.

Claro, Vivo, Oi e TIM, as principais operadoras de telecomunicações do mercado, aceitam o envio a cobrar. Isso mesmo, você envia a mensagem e a cobrança para outra pessoa.

Para fazer isso, basta digitar o número como se fosse em uma ligação, com o 9090, DDD e número do destinatário.

VIU ISSO?

–> Claro adota novo padrão de SMS

–> Veja como parar de receber SMS publicitários das operadoras

–> Criminosos estão enviando boletos falsos por SMS

Feito isso, a pessoa do outro lado da linha recebe uma mensagem prévia para aceitar ou não o recebimento. Se a resposta for um “SIM”, a cobrança será aplicada e o SMS será recebido.

Normalmente, o valor cobrado varia entre R$0,45 e R$0,80.

No UOL Play você encontra filmes, séries, desenhos, shows e esportes ao vivo. Além disso, alugue os títulos que acabaram de sair do cinema. Clique e experimente por 7 dias grátis!

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
0 0 voto
Nota para o redator
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários