Ligação do governo vai identificar infectados pelo COVID-19

Saiba mais detalhes e aprenda a identificar a chamada, para não correr o risco de cair em um trote.

Ilustração coronavírus
Imagem: Brian McGowan (Unsplash)

Desde terça-feira, 31 de março, os brasileiros recebem uma chamada do número 136 com uma voz automatizada. A ideia é identificar possíveis contaminados pelo COVID-19 e contribuir para que o governo tenha um número mais preciso dos atingidos pelo vírus.

Luiz Henrique Mandetta, ministro da saúde, destaca que o objetivo é atingir aproximadamente 125 milhões de brasileiros que estão em isolamento social.


Ao atender a chamada, o usuário recebe uma saudação automática, seguida por algumas perguntas sobre o seu estado de saúde. Se as respostas forem negativas para os sintomas, a gravação apenas reforça os cuidados a serem tomados.

Entretanto, se o interlocutor garantir que está com os sintomas, um profissional de saúde assume a chamada para orientar a respeito dos postos de saúde ou hospitais referências a serem procurados.

Veja como funciona a ligação do governo. Áudio: Divulgação O Globo

VIU ISSO?

–> Governo vai rastrear celulares com a ajuda das operadoras

–> Tecnologia da Vivo vai combater o COVID-19 em São Paulo

–> TIM e Prefeitura do Rio vão rastrear celulares da população

Todos os brasileiros devem ficar muito atentos, pois qualquer ligação sobre o tema que não seja do número 136 pode ser um trote.

É importante desconfiar e desacreditar de chamadas que pedem dados pessoais como senhas de banco, cartão de crédito, conta bancária, entre outros. As ligações do governo não solicitam informações desse tipo.

O objetivo é fazer um monitoramento remoto das pessoas reclusas em suas residências.

Outra novidade é a atualização do aplicativo “Coronavírus – SUS (Android / iOS)”, que passará a enviar notificações de alerta mesmo se estiver fechado no smartphone.

Com informações de O Globo

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
0 0 voto
Nota para o redator
Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários