Divergências atrapalham acordo entre TIM e Open Fiber

Ambas as marcas seguem em negociações para criação de uma rede única de fibra óptica.

Logotipo TIM e Open Fiber
Imagem: Logotipo TIM e Open Fiber

Em negociações há meses, a TIM Itália (BIT: TIT) e a empresa Open Fiber planejam se unir para a criação de uma rede única de fibra óptica. No entanto, os conflitos entre ambas começaram a surgir.

A operadora da Telecom Itália, por exemplo, afirmou que o modelo de negócios da sua concorrente de menor porte é uma “falha”. Para a empresa, uma rede de banda larga precisa ser administrada por um player verticalmente integrado.


Ou seja, é uma estratégia que agrega dois ou mais processos de uma mesma cadeia de valor e uma das empresas na fusão assume o controle dos fatores de produção ou distribuição.

A Open Fiber é uma companhia com atuação exclusiva no atacado, que oferece sua rede para acesso de diferentes empresas nas mesmas condições.

VIU ISSO?

–> Como é a operação 5G da Claro, Vivo e TIM mundo afora?

–> TIM Itália é multada em 116 milhões de euros

–> TIM Itália oferta 50 GB por 10 euros mensais

Divergências entre ambas surgem na governança e regulamentação, o que pode frustrar o acordo que previa a fusão de ativos na rede de fibra.

De acordo com a TIM, a união entre as duas é a melhor solução para que a Itália tenha a mais moderna infraestrutura de banda larga via fibra óptica, especialmente depois da crise gerada pelo novo coronavírus. No entanto, a operadora não quer abrir mão de controlar a própria rede.

Na contramão, a Open Fiber aponta que, segundo os novos regulamentos da União Europeia e o órgão de vigilância das telecomunicações da Itália, o atacado é o melhor modelo para financiar investimentos de uma nova rede.

Contra a declaração da TIM, a empresa diz que conectou mais de 8,5 milhões de residências em apenas três anos, tudo pelo modelo de negócio praticado.

Com informações de KFGO

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
0 0 voto
Nota para o redator
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários