Telefonia fixa continua em queda

Serviço teve a maior redução histórica registrada pela Anatel.

Imagem: Denny Müller/Unsplash

Segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o serviço de telefonia fixa (STFC) apresentou em janeiro uma redução no número de acessos da ordem de 11,14% em relação aos 12 meses anteriores. A queda na base total foi a maior registrada na série histórica.

No primeiro mês deste ano, o país registrou 33 milhões acessos de telefonia fixa, um recuo de 1,65% em relação a dezembro, a maior queda mensal desde pelo menos junho de 2007, quando a agência começou a registrar o banco de dados.


A tendência do mercado de migrar para a telefonia móvel tem deteriorado rapidamente o STFC. Além disso, com a futura entrada em vigor do decreto do novo marco legal das telecomunicações, permitindo a possibilidade de migrações de outorgas, esse efeito deve se acelerar.

VIU ISSO?

–> Clientes de telefonia fixa das concessionárias usam cada vez menos o telefone

–> “Telefonia fixa vai desaparecer como aconteceu com o fax e o telex”

–> Anatel autoriza aumento nas tarifas de telefonia fixa

Entre as concessionárias, a redução mensal foi de 1,62%, acumulando ainda 17,8 milhões de contratos, sendo a maioria pertencente à Oi (9,9 milhões, com queda de 1,90% no mês), seguida da Vivo (7,1 milhões de linhas, redução de 1,39%).

Já as autorizadas apresentaram um recuo maior, 1,69% entre dezembro e janeiro — a maior desde setembro de 2016 (quando caiu 3,26%) —, somando 15,1 milhões de linhas ativas. O grupo Claro (Claro, Embratel e Net) mantém a maior base entre as autorizadas, com 10,0 milhões de acessos e redução de 0,50% no mês e 5,11% no ano.

Com informações de Teletime.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
10 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários