Operadoras brasileiras abandonaram de vez o Reclame Aqui?

Muitas seguem no ranking de “piores empresas”, mas não parecem atender os consumidores pela plataforma.

Imagem: Site Reclame Aqui

É no mínimo curioso que as operadoras sempre estejam no ranking de “piores empresas” do Reclame Aqui. Nos últimos anos, a plataforma se tornou um importante medidor de qualidade, além de ser uma central para resolução de conflitos com inúmeras companhias.

Entretanto, nem todas se fazem presente no site. Com isso, as solicitações aumentam, a classificação piora e a corporação se torna uma presença constante no ranking geral das piores.


As operadoras estão com reputações ruins há muito tempo no site. Há poucas exceções.

O atual ranking das piores empresas nos últimos 30 dias, por exemplo, tem a Vivo no topo. Em quarto surge a Claro, seguida pela TIM e NET. A Oi figura no 10º lugar e SKY logo atrás.

As prestadoras também não ficam imunes ao índice geral dos últimos seis meses, conforme é possível conferir na imagem abaixo.

 Ranking do Reclame Aqui
Imagem: Ranking do Reclame Aqui

No entanto, ao entrar na página de reclamações referente a cada uma delas, algumas estão completamente abandonadas.

VIU ISSO?

–> Vivo e NET/Claro são as empresas mais reclamadas dos últimos meses

–> Operadoras ignoraram 223 mil reclamações no Reclame Aqui em 2017

–> Reclame Aqui: agora é possível enviar reclamações por WhatsApp

A última solicitação respondida pela Vivo e Oi, por exemplo, foi há dois meses. SKY e NET não respondem o site há mais de um ano e a TIM atendeu seu último cliente no site há seis meses.

No filtro de “respondidas”, a Claro não tem registros.

No consumidor.gov, a realidade é diferente já que as empresas de telecomunicações possuem índices de resolução elevados no site.

Portanto, qual é a questão com o Reclame Aqui? As operadoras brasileiras ainda utilizam o site? Se a resposta é negativa, qual canal de reclamação os consumidores podem procurar, além das ouvidorias oferecidas?

Em casos extremos, algumas reclamações podem ser levadas diretamente ao Procon de cada região.

Mas, de olho na questão, o Minha Operadora entrou em contato com cada uma das empresas para entender o posicionamento delas a respeito do Reclame Aqui.

Se as respostas forem obtidas, o conteúdo da publicação passará por atualizações.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
4 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Jean Pierre Martinez

Vê se elas abandonam o site da Anatel…..

Cidade - UF
Rio de Janeiro - RJ
Rafael Marques

Já faz algum tempo que as operadoras se pronunciaram sobre o Reclame Aqui. Elas relataram que as reclamações estão centralizadas em seus canais próprios e aos relatos no site do Consumidor da ANATEL, para ser mais eficaz na resolução dos problemas dos clientes. Se funcionou? Olha… acredito que as reclamações tenham sido melhor esclarecidas no sistema da ANATEL. Contudo eu mesmo não tive problemas solucionados pelo sistema da ANATEL quando a mesma estava sem seu canal de atendimento telefônico. Eu ficava brigando com a Operadora pelo sistema deles mas eles não faziam/fizeram nada. Não sei agora, espero que tenha melhorado.

Cidade - UF
São Paulo - SP
Hugo Victor

Desisti do Reclame aqui para operadoras tem um tempo ja.
Vou direto no Procon e Anatel, não falha nunca, da uns dias tao me ligando desesperado querendo resolver o problema.

Cidade - UF
SP
Vinícius Guerra

Reclame Aqui funciona mais como muro das lamentações. Sempre quando preciso reclamar de algum serviço, eu uso a Ouvidoria da empresa ou a operadora em questão, geralmente resolve, pois o atendimento acaba sendo prioritário. Se por ventura não resolver, aciono a Anatel, Procon ou Juizado Especial Cível.

O site consumidor.gov.br, também é uma boa alternativa, cabe ao consumidor, procurar o órgão certo.

Cidade - UF
Rio de Janeiro