TIM apresenta baixo risco de endividamento, diz Fitch

Agência projeta para a operadora lucro de R$ 8 bilhões em 2020.

Nesta segunda-feira, 10, a agência de classificação de risco Fitch Ratings atribuiu à TIM (TIMP3) a nota AAA em seus títulos de longo prazo. Isso significa que dentre as empresas de telefonia locais, a operadora é a que tem menos chances de deixar de pagar os seus credores.

Na visão da Fitch, dentro do contexto brasileiro, a TIM apresenta indicadores financeiros conservadores, com um balanço robusto capaz de absorver o impacto de um período de maiores investimentos, como a chegada do 5G.


A TIM Brasil possui, inclusive, um perfil de crédito mais forte do que a sua controladora, a Telecom Italia. No entanto, uma deterioração mais acentuada do perfil de crédito da TIM italiana pode afetar o rating da operadora brasileira.

Segundo projeções, a operadora deve registrar EBITDA (lucro antes de impostos, amortizações e depreciações) de R$ 8 bilhões neste ano e de R$ 8,2 bilhões em 2021.

VIU ISSO?

–> TIM oferece bolsas para medalhistas em olimpíadas escolares

–> Dona da TIM fecha acordo com Google

–> TIM elege novos diretores

A agência prevê, ainda, que a operadora estará bem posicionada nos próximos cinco anos, mesmo com a intensa competição com a Vivo, Claro e Oi, além da regulação do setor pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Atualmente, a TIM é a terceira maior operadora de telefonia móvel do país, contando com 54,5 milhões de clientes. Ela detém 24% do mercado de telefonia, se beneficiando pela sua cobertura em todo o país.

Nesta terça-feira, 11, a TIM deve apresentar os seus resultados financeiros de 2019. As ações da operadora fecharam o dia em queda de 1,98%, sendo cotadas a R$ 16,33.

Com informações da Fitch Ratings.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de