Netflix passa a consumir menos dados móveis

Plataforma adotou uma nova compressão de vídeos para facilitar a experiência dos seus assinantes.

Divulgação Netflix
Imagem: Divulgação Netflix

Os clientes da Netflix já podem comemorar, o consumo das séries, filmes, documentários e programas diversos da plataforma via smartphone ficou mais fácil, além de mais barato.

A gigante do streaming adotou um novo sistema que permite uma economia de até 20% do plano de dados móveis contratado pelo usuário de telefonia móvel.

Anteriormente, a tecnologia VP9 era utilizada e agora foi substituída pelo codec AV1, que vai ser aplicado em todos os serviços da companhia futuramente.

Com a novidade, observamos que a tendência do futuro é melhorar a qualidade dos vídeos em menor tamanho de transmissão.

O AV1 foi desenvolvido em software livre para se tornar um padrão. A obra é da Aliança, pela Mídia Aberta, consórcio que conta também com a participação do Google e Amazon.

VIU ISSO?

–> Campanha de boicote à Netflix tem efeito contrário

–> Amazon Prime Vídeo avança frente à Netflix

–> Netflix pode ser taxada em 2020; preços vão aumentar?

Atualmente a novidade está em fase de testes no Android. Os usuários já podem acessar as configurações do aplicativo, ir para a parte de reprodução de vídeo, clicar em “Uso de dados da rede celular” e selecionar “Salvar dados”.

Para os usuários, é uma grande melhoria, já que reduz até mesmo o espaço de armazenamento necessário para o streaming.

Entretanto, apesar de diminuir o consumo de dados, o novo padrão pode reduzir também a duração da bateria.

O alerta é enviado pelo Google, que já usa o AV1 para alguns de seus vídeos.

No caso da Netfix, a nova adoção é um ponto focal na retenção de novos assinantes. Com um consumo menor é possível assistir mais e se interessar por novas produções com mais frequência.

Com informações de Mundo Conectado

About Anderson Guimarães
Jornalista com cinco anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários