Intelsat realiza com sucesso resgate espacial

Pela primeira vez na história, dois satélites comerciais se unem em órbita ao redor da Terra.

Imagem: Northrop Grumman

A Intelsat se tornou o primeiro cliente a ser atendido com sucesso pelo MEV-1 (sigla em inglês de “Missão Veículo de Extensão”), uma nave espacial não tripulada desenvolvida para se conectar a outro satélite, para prolongar a sua vida útil.

Lançado em 2001 pela Intelsat, o satélite de comunicações IS-901 estava ficando sem combustível para realizar suas manobras orbitais. Ele é responsável por fornecer banda Ku e banda C para a Europa e o Oceano Atlântico.


Nesta terça-feira, 25, o MEV-1, construído pela empresa Northrop Grumman, conseguiu se acoplar ao satélite moribundo, assumindo assim o controle orbital do aparelho da Intelsat, permitindo que ele continue a manobrar no espaço.

Os dois satélites ficarão unidos pelos próximos cinco anos, quando, finalmente, o MEV-1 deverá levar o IS-901 para uma órbita em que ele possa ser desativado com segurança, uma espécie de cemitério espacial.

VIU ISSO?

–> Satélite da AT&T está a ponto de explodir no espaço

–> Satélite que atenderia a GVT TV é destruído na hora do lançamento

–> Novo satélite da Sky Brasil é lançado com sucesso

Esta é a primeira vez na história que dois satélites comerciais se acoplam no espaço e também que um serviço de extensão de missão é oferecido a uma nave em órbita geossíncrona. O feito abre o caminho para novos resgates de veículos em órbita, ajudando a reduzir a proliferação de lixo espacial.

Atualmente, a Intelsat opera a maior e mais avançada frota de satélites e infraestrutura de conectividade do mundo.

Com informações de New Scientist.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários