Claro perde mais clientes no Rio e ganha mais em São Paulo

TIM encerrou 2019 desativando mais linhas no Nordeste e ativando mais no Sul/Sudeste; já a Oi caiu em 19 estados e subiu em 7. Consulte a sua região.

No primeiro domingo do mês (2) nós mostramos que a Claro foi a operadora que mais perdeu clientes no quatro trimestre de 2019 e está correndo um sério risco de perder a vice-liderança do mercado de telefonia celular para a concorrente TIM. O Minha Operadora foi mais a fundo nesses números e identificou outros detalhes interessantes.

Para começar, os dois estados mais ricos do Brasil – São Paulo e Rio de Janeiro – levantaram e derrubaram a Claro. Os dados mais recentes que temos (de novembro para dezembro de 2019) apontam que a operadora do mexicano Carlos Slim ganhou 579.619 linhas móveis em São Paulo e perdeu 474.276 acessos só no Rio de Janeiro.


Além de São Paulo, a Claro também ganhou assinantes no estado de Pernambuco (+26.069). No resto do Brasil, no entanto, os números foram todos negativos. Ceará (-207.369), Bahia (-175.699), Goiás (-165.067) e Minas Gerais (-144.224) acompanham o Rio de Janeiro no “TOP 5 debandada” da companhia.

Vivo

A Vivo também fechou o ano de 2019 ganhando mais clientes em São Paulo, o seu principal mercado. Foram 202.428 adições líquidas (isto é, cadastros subtraídos de cancelamentos). Minas Gerais (+63.123), Bahia (+24.023), Pará (+22.582) e Rio Grande do Sul (+10.356) completam o TOP 5.

Em 15 estados a Vivo ganhou clientes. Nos outros 11 e no DF, a operadora perdeu usuários.

A principal evacuação da Vivo aconteceu no estado de Goiás, que desligou 20.246 linhas da operadora. Os estados do Amazonas (-17.562), Paraíba (-14.056), Rio de Janeiro (-9.542) e Sergipe (-5.438) também tiveram um impacto negativo.

TIM

Vamos falar da TIM? A operadora não precisou crescer para ameaçar a Claro. Nos três últimos meses do ano passado, foram perdidos 80 mil clientes. Dando um ‘zoom’ no último mês do ano, vemos que o maior impacto negativo ocorreu no nordeste. No Ceará, 44.629 chips da TIM deixaram de ser usados; em Pernambuco, foram desligados 38.213 celulares e no Piauí o decréscimo foi de 16.013. Espírito Santo (-10.969) e Goiás (-7.868) foram estados de outras regiões em que a TIM também perdeu usuários.

Do lado positivo, a TIM subiu em número de clientes no Rio de Janeiro (+33.870), São Paulo (+30.343), Santa Catarina (+28.718), Bahia (+11.103) e Rio Grande do Sul (+8.734). Outros cinco estados também registraram desempenho positivo para a empresa italiana.

VIU ISSO?

–> Claro está a 41 mil linhas de perder a vice-liderança para a TIM

–> Vivo lidera acesso móvel em 13 estados brasileiros e em 33 DDDs

–> Fluke Operadora vai operar com tarifário semanal e 100% digital

Oi

Em dezembro, a Oi mais perdeu clientes do que ganhou. Captou clientes em sete estados e viu clientes ‘fugirem’ nos outros 19 e no Distrito Federal. A única operadora brasileira com atuação nacional cresceu no Paraná (+12.547), Amazonas (+6.987), Espírito Santo (+5.302), Santa Catarina (+4.081) e Rio Grande do Sul (+1.185).

Minas Gerais (-194.833), Bahia (-146.100), Ceará (-106.681), Rio de Janeiro (-98.901) e Pernambuco (-89.577) foram os cinco estados em que a tele mais perdeu clientes.

Nextel

A Nextel – que está em processo de venda para a Claro – perdeu usuários nos seus dois principais mercados. Em São Paulo foram -10.972 e no Rio de Janeiro -9.228.

MVNOs

No último mês do ano passado, as operadoras móveis virtuais (MVNOs), ganharam clientes em todas as unidades da federação. Os cinco estados com maior captação de usuários foram São Paulo (+140.978), Paraná (+55.111), Minas Gerais (+34.831), Santa Catarina (+25.292) e Bahia (+19.199).

Total no Brasil

Somando os números de todas as operadoras de telefonia móvel, apenas três estados do Brasil aumentaram o número de chips ativos. Estamos falando de São Paulo (+1.020.735), Paraná (+20.620) e Santa Catarina (+160).

Na outra ponta temos Rio de Janeiro (-541.871), Ceará (-342.010), Bahia (-267.499), Minas Gerais (-237.518) e Goiás (-206.825) como os estados que mais diminuíram o número de linhas de celular.

Com informações de Anatel e Teleco

About Vagner Santos
Entusiasta de Telecomunicações. Fundador do Minha Operadora, hoje um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecom do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.

15
Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
rafabras92
Colaborador
rafabras92

Muito provavelmente essa queda se dá para não pagar os impostos de final de ano. Aparentemente as únicas bases confiáveis são da Vivo e TIM, que estão sempre limpando suas bases, e da Nextel por ser majoritariamente composta por clientes pós-pagos. Parece haver uma certa antipatia pela Claro, que mesmo fazendo propaganda do seu 4G rápido, com Anitta e outros famosos, não consegue conquistar clientes de forma mais eficiente que a Vivo, que ironicamente faz até pouca propaganda. Parece se garantir pelo que oferece. A Vivo, mesmo com sua política de preços, em média mais altos em alguns planos, consegue… Leia mais »

Cidade - UF
Rio de Janeiro - RJ
Jefferson
Colaborador
Jefferson

A Claro tem internet mais rápida, tem preços competitivos, planos inovadores, roaming internacional e constantemente vem perdendo clientes e mantendo uma certa dificuldade em aumentar o ARPU.
Pode-se dizer que a maior conquista em 2019 foi o aumento expressivo da base Pós e consequentemente isso deve melhorar o ARPU.
Contudo, os executivos da empresa, deveriam repensar melhor as suas estratégias, ao invés de ficar promovendo o mesmo marketing de sempre, com artistas lacradores e comunistas como a Anitta.

Cidade - UF
Recife - PE
Frederico Espíndola
Colaborador

Na mesma proporção que o 4g da Claro é rápido ele é instável e falho, em Goiânia até a Oi tem um 4g mais estável, a Vivo cobra mais caro por isso, não tem o serviço mais rápido porém o mais estável.

Cidade - UF
Goiânia
Jefferson
Colaborador
Jefferson

Varia de cidade, por exemplo em Recife é estável e superior as outras.

Cidade - UF
Recife - PE
Th3 Crazies
Colaborador

Superior onde? Sou de Recife e tenho plano em três operadoras (Tim, Claro e Oi. Vivo não vale a pena) e aqui aqui em PE não tem outra superior a Oi, o sinal é bom e a velocidade da internet também, a Claro tem inconsistência em manter um sinal bom. Como sempre viajo, principalmente para Caruaru e Afogados, a Claro perde o sinal com muita frequência e quando há sinal, tudo fica lento. Não vou ser hipócrita e dizer que a Oi não perde sinal, mas é com menos frequência e mantém uma boa qualidade no serviço. A Tim é… Leia mais »

Cidade - UF
Recife - PE
Rogerio Pires
Colaborador
Rogerio Pires

A Claro é líder em Marketing Share em Goiânia; as vezes, por isso, a rede deve ser mais exigida (congestionada). No geral, concordo com sua análise, bem isso mesmo.

Cidade - UF
Uberlândia - MG
Diego Era
Colaborador
Diego Era

Para a Claro melhorar os números precisa conceder roaming internacional em planos controle como faz em alguns países da América do Sul. O roaming internacional é o diferencial que as outras cobram caro.

Cidade - UF
Brasilia
rafabras92
Colaborador
rafabras92

Com a crise que estamos enfrentando não há tantas viagens internacionais. As notícias atuais sobre viagens informam o aumento do turismo brasileiro dentro do próprio Brasil. Acho que a questão sobre o crescimento da Claro vai além do roaming internacional, passa por ter um setor de ofertas mais criativo e fugir do mais do mesmo que a operadora sempre ofereceu. Quando TIM e Vivo lançam uma oferta ou plano diferente, a Claro copia. Foi assim com as promoções que as ligações custavam centavos, foi assim com o plano infinity, com os bônus, foi assim agora com os planos que separam… Leia mais »

Cidade - UF
Rio de Janeiro - RJ
Rogerio Pires
Colaborador
Rogerio Pires

O cliente que tem condições de viajar, que seja pela América do Sul, em teoria, deveria ter condições de pagar o plano mais básico “pós” da Claro. O roaming internacional é um diferencial, mas com certeza não é um fator decisivo na hora de escolher um plano de celular, ainda mais em planos “Controle”.

Cidade - UF
Uberlândia - MG
Pedro Chaneiko
Colaborador
Pedro Chaneiko

Claro vai ganhar os mais de 3 milhões de clientes PÓS da Nextel.. tim vai ficar só no cheirinho

Cidade - UF
União da Vitória- Paraná
Eron Rodrigues
Colaborador
Eron Rodrigues

Sou cliente Claro e não intendo pq a operadora não cresce! Entendo que não tem a melhor cobertura porem os planos valores e qualidade de internet são incríveis!! Desde que incluio o roaming internacional ficou maravilhoso!

Cidade - UF
Criciúma/SC
bruno furlan
Colaborador
bruno furlan

A claro não tem sinal nas pequenas cidades ao contrario da Tim e Vivo aqui no estado de SP.

Cidade - UF
União Paulista SP
Rogerio Pires
Colaborador
Rogerio Pires

Muito interessante o artigo e acredito que a queda da Claro se deve ao fato de ter feito uma limpeza de base para não pagar a taxa de fim de ano; coisa que as outras foram fazendo ao longo do ano, especialmente Vivo e Tim. E outra, se verificar os Estados que mais desligaram chips, no último parágrafo da matéria, podemos ver que são Estados em que as pessoas tem (tinham) o hábito do “segundo chip”. Hoje não tem porque ter mais de um chip.

Cidade - UF
Uberlândia - MG
Th3 Crazies
Colaborador

A Oi ganha cerca de 30 mil clientes e perde 600 mil kkkkkkkkkkkkkkk

Cidade - UF
Recife - PE
Joaquim Xavier
Colaborador
Joaquim Xavier

A Claro, com UM serviço pequeno, comete 2 crimes contra o consumidor: venda casada e propaganda enganosa.
No site da própria claro fala no serviço “Claro Radar” como sendo avulso.
Na prática, só é ativado se você contratar junto o Caixa Postal de voz, QUE É PAGO.

Cidade - UF
Rio, RJ