Oi confirma a venda de sua participação na Unitel

Mesmo após a entrada de dinheiro em caixa, ações da operadora caíram nesta sexta-feira.

A Oi (OIBR3 / OIBR4) acaba de confirmar a venda de suas ações na Unitel. Por meio de comunicado ao mercado, a operadora divulgou que transferiu a fatia de 25% da sua participação na operadora angolana para a Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol).

A notícia da venda já tinha sido veiculada ontem, 23, no entanto, ainda era tratada como um rumor, antecipada por um colunista do jornal O Globo.


O negócio gerou um crédito para a Oi no valor de US$ 1 bilhão (R$ 4,19 bilhões, na cotação atual). A operadora já tinha recebido US$ 60,9 milhões (R$ 254,88 milhões) antes da transferência das ações e nesta sexta-feira, 24, recebeu o montante de US$ 699,10 (R$ 2,93 bilhões).

O valor restante, US$ 240 milhões (R$ 1 bilhão), será pago até 31 de julho, garantido por carta de fiança, sendo pago no mínimo US$ 40 milhões (R$ 167,41 milhões) mensais a partir de fevereiro.

VIU ISSO?

–> Aumenta o número de demissões da prestadora de serviços da Oi

–> Caixa da Oi retraiu R$ 373 milhões em novembro de 2019

–> Oi pode embolsar R$ 8 bilhões até março

A notícia é boa para a Oi, no entanto, parece que não agradou ao mercado. Ontem, após a divulgação dos rumores da concretização da venda para a Sonangol, os papéis tiveram fortes altas. No entanto, na tarde desta sexta-feira, 24, após o anúncio oficial da operadora, as ações ordinárias despencaram 9,35%, valendo R$ 0,97. Já as ações preferenciais são cotadas em R$ 1,47, queda de 5,16%.

A venda das ações da Unitel já era prevista no Plano de Recuperação Judicial da Oi, assim como no plano estratégico divulgado em julho de 2019. A operadora pretende vender outros ativos e arrecadar mais R$ 8 bilhões neste primeiro trimestre.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.

Deixe um comentário

Por favor, faça login para comentar
  Acompanhar esta matéria  
Notificação de