Caso Isabel dos Santos pode beneficiar a Oi

Empresária angolana teve seus bens congelados judicialmente por suspeita de corrupção, entre eles, sua participação acionista na operadora Unitel.

Governo angolano congela bens de acionista da Unitel

A disputa jurídica que Isabel dos Santos está enfrentando pode ajudar a Oi (OIBR3 / OIBR4). Desde 23 de dezembro, os bens da empresária angolana foram bloqueados judicialmente, incluindo a sua participação acionária de 25% da Unitel.

Em fevereiro de 2019, a Oi ganhou na justiça o recebimento de aproximadamente US$ 1 bilhão em dividendos retidos mais juros da Unitel. A corte entendeu que Isabel e outros sócios da operadora angolana violaram o acordo de acionistas. O congelamento dos bens poderia agilizar esse repasse.


Além disso, como Isabel não ocupa mais o cargo de presidente do conselho de administração da companhia, a Oi poderia vender a sua fatia na Unitel mais facilmente, por não ter disputas políticas que atrapalhariam o negócio.

Atualmente, a Oi detém 25% das ações da operadora angolana.

VIU ISSO?

–> Governo angolano congela bens de acionista da Unitel

–> Sonangol vai comprar participação da Oi na Unitel

–> Para especialista, situação de Isabel dos Santos na Unitel é frágil

Na semana passada, Gaspar Martins, presidente da empresa Sonangol, confirmou seu interesse na compra da fatia da Oi na Unitel. Segundo o executivo, o negócio depende apenas do equacionamento dos pagamentos devidos à Oi.

Isabel dos Santos, filha do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos, é investigada por investir recursos públicos em uma empresa sueca de venda de diamantes angolanos. Segundo despacho, o negócio gerou prejuízos para Angola.

Com informações de Valor Econômico.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.

COMPARTILHAR EM:

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Renata Viana Silva

Tomara que a Oi venda logo sua parte na Unitel e invista pesado no 4G e fibra aqui no Brasil.

Cidade - UF
Anapolis