InícioTV por AssinaturaNetflix pode cancelar contas que ‘compartilham’ senhas

Netflix pode cancelar contas que ‘compartilham’ senhas

Gigante do streaming tem um rombo de quase US$ 155 milhões com a prática.

Notebook com Netflix
Imagem: Viktor Theo (Unsplash)

Más notícias para quem gostar de usar a Netflix dos amigos, ou até mesmo compartilhar senhas. A empresa tem monitorado a questão de perto e está de olho nos usuários que utilizam a mesma conta sem estarem na mesma residência.

De acordo com o diretor de produtos da gigante do streaming, não há uma pretensão de divulgar dados sobre a questão, mas a marca busca uma maneira “amigável” para resolver o problema. Será que vai ser possível?


A divisão de senhas e contas é uma espécie de trava no crescimento do número de usuários da plataforma. Mesmo com resultados positivos no último trimestre, a prática gera um prejuízo estimado em US$ 155 milhões para a Netflix.

Uma comprovação surge da empresa Magid, especializada em pesquisa de mercado. Ao todo, cerca de 9% da base de assinantes da plataforma divide a conta com amigos e familiares.

VIU ISSO?
Netflix conseguiu diminuir o tráfego dos torrents
Netflix conquista menos assinantes que o esperado; Ações caem
Regulação do streaming: o que podem mudar na Netflix e semelhantes?

Entre os mais jovens, também chamados de millenials, há um crescimento contínuo da prática. Dessa faixa etária, 35% tem o costume de divulgar senha para que amigos e familiares utilizem o serviço sem a necessidade de fazer uma assinatura.

A plataforma permite a criação de diferentes perfis, mas isso não pode ser confundido como um incentivo para o compartilhamento de contas. Trata-se de um recurso específico para famílias.

Ou seja, pessoas que vivem em uma mesma residência e se divertem com a Netflix pela Smart TV ou qualquer outro dispositivo eletrônico presente em casa.

A maior dificuldade da empresa é para diferenciar se o login foi feito pelo dono da plataforma ou por um amigo que está com a senha emprestada, em um lugar completamente diferente.

Afinal, o próprio titular pode acessar a plataforma de diferentes lugares, especialmente se estiver em viagem.

Com informações do Independent

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]

5 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
5 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários