InícioTV por AssinaturaDisney proíbe comerciais da Netflix em seus canais de TV

Disney proíbe comerciais da Netflix em seus canais de TV

Gigante do entretenimento pretende gastar centenas de milhões de dólares para conquistar clientes para seu novo serviço de streaming, o Disney+.

Segundo o Wall Street Journal, a Walt Disney está evitando fazer referências à Netflix em suas emissoras de TV, como a FOX, ABC, National Geographic e Disney Channel. Às vésperas de lançar a sua própria plataforma de vídeo em streaming, a Disney+, a companhia pretende gastar centenas de milhões de dólares em anúncios para atrair clientes.

Com data de estreia marcada para 12 de novembro, a Disney busca conquistar seu espaço em um já competitivo mercado de streaming. Para isso, ela tem feito parcerias com outras plataformas, o que inclui até mesmo veicular anúncios de seus rivais, como a HBO, Amazon Prime e Hulu.

A exceção é a Netflix, pois é a única entre os grandes serviços de streaming que não exibe comerciais. Com essa falta de reciprocidade, a Disney orientou seus funcionários a tomar a medida de proibir os anúncios da empresa em todos seus canais, com exceção da ESPN.

Somente no ano passado, a Netflix gastou US $ 1,8 bilhão (R$ 7,3 bilhões) em publicidade. Ao jornal dos Estados Unidos, a gigante se recusou a comentar sobre a decisão da Disney.


VIU ISSO?
–> Quanto custa substituir a TV por assinatura pelo streaming?
–> NBCUniversal anuncia plataforma de streaming para abril de 2020
–> Brasileiros consomem apenas 3 horas de streaming por semana

“Se os canais de marketing disponíveis forem limitados, nossa capacidade de atrair novos membros poderá ser afetada negativamente”, informou a Netflix aos seus investidores sobre a possibilidade de os canais recusarem seus anúncios.

O serviço da Disney oferecerá em sua programação várias franquias de sucesso como Star Wars e Marvel, o catálogo completo de “Os Simpsons”, uma variedade de filmes clássicos, entre outras opções. O serviço chega ao Brasil somente em 2020.

Além do Disney+, a Comcast e a AT&T também devem entrar neste mercado nos próximos meses, acirrando a guerra de marketing entre as plataformas de streaming.

Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários