InícioTecnologiaGetNet dá início a portabilidade de maquininhas

GetNet dá início a portabilidade de maquininhas

“Entendemos que a barreira para o microempreendedor era a compra da máquina”, diz Pedro Coutinho, presidente da GetNet.

Homepage da GetNet
Imagem: Divulgação GetNet

A cena é comum e todo mundo já deve ter vivenciado. Na hora de pedir um delivery e pagar na retirada, o entregador, muitas vezes, além de lidar com o carregamento dos pedidos, precisa revezar várias máquinas de cartão em mãos, caso alguma não funcione.

Problemas como esse estão perto de ter um fim, graças a acirrada concorrência do mercado das maquininhas de cartão. Quem traz uma solução é a GetNet, que pertence ao Santander.


Com a empresa, será possível fazer a portabilidade, caso o cliente não esteja satisfeito com o sistema que utiliza. Por exemplo, se um empresário utiliza a marca X, mas não está satisfeito com as taxas, ele pode migrar para o sistema da GetNet sem precisar trocar de máquina.

No Brasil, existem entre 3 e 4 milhões de empreendedores que usam esse tipo de aparelho, que é desbloqueado. Nesse caso, podem receber acesso da GetNet, Stone, PagSeguro e outras adquirentes.

VIU ISSO?
Claro vai presentear clientes com smartphone
WhatsApp terá uma versão para desktop que funciona sem o celular
Filmes da Warner e Sony começam a circular nos canais Telecine

Pedro Coutinho, presidente da empresa, afirma que o desejo é ter 10% desse mercado. Para conectar, basta fazer o download do aplicativo de qualquer uma das credenciadoras e parear a máquina.

“Não estamos aqui para vender máquina, e, sim, solução. Estamos aqui para provocar a concorrência. Entendemos que a barreira para o microempreendedor era a compra da máquina. Agora, não será preciso ter três ou quatro maquininhas”, disse Pedro Coutinho.

O processo é o mesmo por qual passou o mercado de telefonia, anos atrás. As operadoras vendiam aparelhos bloqueados. Se o cliente quisesse ter mais de um chip, precisaria de outro aparelho. Com o desbloqueio dos celulares, todos puderam ter vários chips com apenas um único telefone.

A briga pela confiança e escolha dos consumidores será na prestação de serviço. A GetNet, por exemplo, cobra uma taxa de 2% para compras à vista no débito ou crédito. O valor cai na conta em dois dias.

O consumidor não será obrigado a ter qualquer vínculo com o Santander para usar os serviços da GetNet, entretanto, o banco não descarta a hipótese de oferecer opções atrativas para levar os empreendedores a se tornarem clientes.

É importante lembrar que a portabilidade só é válida para máquinas que foram adquiridas pelo cliente. As de aluguel não estão inclusas na novidade.

Com informações da EXAME

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários