Chamadas da Transit são suspensas pela Claro

Operadora fazia o questionamento desde 2017. Decisão foi motivada por inadimplência.

Ilustração Claro e Transit
Imagem: Divulgações Claro e Transit

Na última segunda-feira, 26, a Claro suspendeu oficialmente as chamadas da Transit do Brasil que utilizavam sua rede. A iniciativa da operadora foi motivada pela inadimplência de valores com o serviço de interconexão de redes.

O questionamento surgiu em janeiro de 2017. Na ocasião, a Claro fez uma reclamação na Anatel e alegou que não era remunerada pelo serviço desde outubro de 2015. A soma dos valores foi de R$ 385,6 mil.

Desde então, foram várias tentativas de reconciliação feitas pela reguladora, mas nada ficou resolvido entre a Claro e Transit.

VIU ISSO?
Sinal aberto da Rede Telecine para clientes Claro net tv
‘Agora, NET está na Claro’, diz novo comercial da operadora
Como funcionam os pacotes da Claro exclusivos para gamers?

Portanto, em setembro de 2018, a superintendência de competição da Anatel decretou o pagamento dos valores corrigidos para R$ 517,9 mil. A Claro também ganhou o direito da suspensão dos serviços caso a inadimplência não fosse resolvida.

Em fevereiro de 2019, nada foi solucionado e o imbróglio entre as duas seguiu. Com isso, as duas empresas anunciaram uma suspensão temporária pela pendência contínua.

Já na última segunda-feira, a Claro comunicou oficialmente a suspensão das chamadas da Transit do Brasil. Procuradas, as duas não confirmaram se houve uma retomada entre fevereiro e agosto desse ano.

Com informações do Teletime

About Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários