Provedores regionais crescem no segmento de banda larga fixa

Provedores regionais já representam o terceiro maior grupo de banda larga fixa do Brasil.



Dados de novembro revelado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) mostram que os provedores regionais (ISPs) de banda larga fixa estão desempenhando um papel cada vez mais preponderante no mercado Somando todos esses provedores eles já representam o terceiro maior grupo de banda larga fixa do Brasil,  com 6,18 milhões de assinantes, superando a Oi que fechou em 6 milhões.

São mais de 7 mil provedores com outorga de Serviço de Comunicação Multimídia (SCM) e mais 1.700 empresas já cadastradas como prestador de serviço de banda larga, sem a outorga. De acordo com o Cetic.br a média de clientes dos provedores regionais é de mil a 3 mil clientes (pegando como base 28% das empresas que responderam o questionamento).


“As micro e pequenas empresas cumprem um papel de extrema importância para a inclusão digital no Brasil, especialmente no atendimento à população que vive em regiões mais afastadas dos grandes centros urbanos e com baixa atratividade de mercado para os grandes provedores”, destaca Alexandre Barbosa, gerente do Cetic.br.

Basilio Perez, presidente da Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint), diz que há dois anos os provedores regionais são campeões de inclusão, o que representa um crescimento anual que varia de 20% a 30%.
A agência reguladora também destaca que o serviço de banda larga fixa totalizou 31.058.064 assinantes ativos em novembro. Em 12 meses, houve aumento de 2.435.665 contratos de banda larga fixa (+8,51%). E na comparação com o mês anterior (outubro) houve aumento de 107.381 contratos (+0,35%). 
Em 12 meses,  todos os estados brasileiros apresentaram crescimento, com única exceção do estado de Roraima, que perdeu 962 contratos ativos (-2,54%). O maior crescimento percentual de clientes foi no estado da Paraíba que registrou +15,06%.   O maior mercado de banda larga fixa do país foi o estado de São Paulo, com 10.462.246 contratos. Rio de Janeiro ficou em segundo lugar, com 3.326.983 contratos e Minas Gerais em terceiro lugar, com 3.218.443 contratos. 
Liderança do mercado
O grupo  América Móvil (Claro, Embratel e Net) segue na liderança de mercado, registrando em novembro 9.350.199 clientes, o que corresponde a 30,10% do mercado. Em segundo lugar ficou a Vivo, com 7.594.545 clientes, o que equivale a 24,45% do mercado e em terceiro lugar a empresa Oi, com 6.073.431 clientes, detendo 19,55% do mercado.  
A Oi apresentou a maior retração de clientes, redução de 21,5 mil conexões (- 0,35%).

Tecnologia
A tecnologia FTTH (Fiber To The Home) – fibra ótica, segue crescendo no mercado. Em novembro foram registrados 5,394 milhões de acessos. Entre outubro e novembro o crescimento foi de 2,64% – avanço de 138,9 mil acessos. 

De acordo com a pesquisa TIC Provedores 2017, divulgado pelo Cetic.br na primeira metade de dezembro, os provedores regionais são os grande responsáveis pelo avanço no mercado de fibra ótica do Brasil. O estudo destaca que 78% das empresas oferecem esse tipo de tecnologia aos seus clientes – em 2014 esse percentual era de 49%. 

A tecnologia que ainda domina o mercado é a xDSL, com  12,376 milhões de linhas. Em novembro houve uma redução de 0,63% da sua base (78,6 mil conexões).


VIU ISSO?


Velocidade
Em novembro a velocidade que mais se destacou, em termos de crescimento, foi a de 34 Mbps, com 318,7 mil novas conexões (crescimento de 4,32%). Essa faixa fechou o mês com 7,704 milhões de contratos.

Em seguida aparece a faixa de 12 Mbps a 34 Mbps que cresceu 0,66% – 53 mil acessos. A conexão mais utilizada no Brasil é a que engloba de 2 Mbps a 12 Mbps. Em novembro houve uma queda de 1,64% (167,1 mil desconexões). O mês foi concluído com 10,018 milhões de contratos.

About William Plaza
Levamos informação de qualidade sobre o setor de telefonia fixa, móvel, internet banda larga e televisão por assinatura para os milhões de brasileiros que a cada dia estão se conectando cada vez mais.

3
Deixe um comentário

avatar
2 Número de Comentários
1 Número de Respostas
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Comentário com mais interação
0 Autores de comentários
RodrigoADXBLuciano F. da Silva Autores recentes de comentários
  Cadastre-se  
o mais novo mais antigo mais votado
Notificação de
Luciano F. da Silva
Visitante

O Oi Velox cada dia perde clientes

ADXB
Visitante

ou melhoram ou saem de cena

Rodrigo
Visitante

Uma pena que em SP Capital não podem expandir pras 4 regiões da cidade, porque são impedidos por causa do monopólio do lixo da Vivo, e a prefeitura e o governo do estado, fingem não ver, enquanto isso que se vire com 2MB da vivo, uma piada.