Operadoras podem bloquear IMEI de celular comprado junto à plano

Empresa pode bloquear smartphone após três meses de atraso em pagamento de fatura.


As operadoras estão sempre ofertando aparelhos celulares por preços muito abaixo do mercado quando vinculados a seus planos pós-pagos. 


Essas compras costumam ser um bom negócio já que os valores são atrativos e, em muitos casos, as ofertas vêm com outros benefícios


Alguns planos permitem ao cliente, até mesmo, trocar de celular uma vez por ano, como é o caso do Claro Troca e do TIM Troca Smart.

No entanto, os clientes que compram smartphones parcelados com operadoras devem ficar atentos a uma cláusula do regulamento que permite a empresa bloquear o IMEI do seu aparelho caso haja atraso no pagamento das faturas.

A prática considerada abusiva por muitos clientes possui respaldo legal e está explícita nos contratos de planos pós e controle das quatro maiores operadoras: Claro, Oi, TIM e Vivo. 


LEIA TAMBÉM:


O regulamento informa que as teles podem bloquear o sinal do aparelho quando as faturas estiverem atrasadas por mais de três meses. 

Os consumidores precisam ter cuidado redobrado ao comprarem smartphones de segunda mão para não terem surpresas desagradáveis. 

Há relatos no site ReclameAqui sobre celulares bloqueados após terem sido comprados de outra pessoa.

Em um dos relatos, o consumidor conta que teve seu aparelho bloqueado um ano após o uso porque o dono original não pagou ou cancelou o plano por meio do qual havia comprado o smartphone. 

Você pode consultar o estado do IMEI de seu modelo no site da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), e no caso dele ser importado, na página IMEI24.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
4 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários