sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Investidor é hackeado e processa operadora em US$ 224 milhões

O que você achou? 
Ele diz ter perdido milhões de dólares em criptomoedas em um roubo "permitido" pela AT&T.

A AT&T – dona da SKY no Brasil e considerada a maior operadora de telecom do mundo – acaba de ser processada em US$ 224 milhões por um investidor de Bitcoin. Ele diz ter perdido 24 milhões de dólares em criptomoedas em um roubo que seria culpa da provedora de telefonia.

O processo, baseado em 69 páginas contra a empresa, foi apresentado em Los Angeles, nos Estados Unidos, por Michael Terpin. Dentro dele, vem a afirmação de que a operadora permitiu que o hacker, que causou o prejuízo, tivesse acesso não autorizado à sua conta de celular.


Uma pessoa teria se passado por ele para convencer o funcionário da AT&T a dar acesso ao número do cliente, sem que fosse necessário se identificar de alguma maneira mais segura, como ao indicar sua senha, por exemplo.

LEIA TAMBÉM:

A acusação diz ainda que a AT&T cooperou voluntariamente com o hacker, o que seria uma violação de seus deveres, falha em seus compromissos de política de privacidade e uma negligência grave.

"O que a AT&T fez foi como um hotel dando a um ladrão, com uma identidade falsa, uma chave do quarto e uma chave para o cofre do dono, cheio de jóias dentro", alegou.

O que ele perdeu, em dois roubos, foi US$ 24 milhões, mas a busca pelos 200 milhões seria em indenizações da gigante das telecomunicações.

As informações foram passadas pela agência internacional de notícias CNBC, e divulgada no Brasil por sites econômicos, que tratam de assuntos relacionados à criptomoedas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário