quarta-feira, 25 de julho de 2018

Facebook lança recurso para assistir a vídeos em grupo

O que você achou? 
Rede social testa agora capacidade de as pessoas assistirem aos grupos sem precisar participar.

O Facebook acaba de lançar uma nova funcionalidade a nível global. Chamado de Watch Party, o recurso permite aos usuários assistirem a vídeos simultaneamente com os amigos.

A aplicação estava em etapa de testes desde janeiro e foi lançada nesta quarta-feira (25). Ela consiste em uma reunião de pessoas para que todos vejam gravações publicadas na plataforma ao mesmo tempo.

Atreladas à ferramenta, foram adicionadas duas novas funções aos grupos: co-hospedagem e crowdsourcing.

A co-hospedagem possibilita ao anfitrião de um Watch Party eleger outros co-anfitriões para adicionar mais vídeos.

O crowdsourcing permite a qualquer pessoa sugerir vídeos para o organizador criar uma transmissão em conjunto.

O Facebook explicou que o objetivo foi criar novas maneiras de se reunir pessoas em torno de vídeos.

Novas funções


A rede social também afirmou testar a capacidade de as pessoas começarem a assistir às festas com amigos fora dos grupos, com perfis e páginas.

Segundo o comunicado do Facebook, quase 2 bilhões de pessoas já assistiram a transmissões ao vivo na plataforma. 

Desta forma, existiria uma grande parte dos usuários possivelmente interessada em utilizar o novo recurso.

LEIA TAMBÉM:


Conexão


No Brasil, provavelmente o Watch Party poderá esbarrar no problema da conexão, como acontece com a função de transmissão ao vivo da rede social.

Em se tratando de conexão banda larga fixa, os usuários irão conseguir utilizar tranquilamente a nova ferramenta. 

Mas as pessoas que tem acesso à internet apenas por conexão móvel, cerca de 25% dos internautas brasileiros, poderão ter dificuldade para participar do Watch Party. 

Para assistir a um vídeo com qualidade no Facebook, o usuário precisa ter uma conexão mínima de 2 Mbps de velocidade. 

O 4G possui uma velocidade média de 12 Mbps, o que permitiria que o consumidor conseguisse interagir tranquilamente com a nova ferramenta.

No entanto, apesar de dados da Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil) indicarem que 93% da população têm cobertura 4G, na maior parte do tempo, os celulares ainda continuam conectados nas redes 3G.

A velocidade do 3G é bem inferior a da rede de quarta geração, variando entre 400 Kbps e 4 Mbps, o que prejudicaria (e muito) a participação no Watch Party. 

Isso sem contar o consumo de dados. O consumo de internet em uma video-chamada pelo Facebook Messenger, por exemplo, é de 48 MB, em média. 

Vamos aguardar para ver se o Watch Party cai no gosto popular. Caso isso ocorra, quem sabe não role algum tipo de parceria entre as operadoras e o Facebook para a nova ferramenta. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário