Anatel revisa tarifas da Sercomtel e eleva seus preços

Revisão foi imposta por decisão judicial em função da reestruturação das empresas do grupo da concessionária.

As assinaturas residenciais do plano básico, não residencial e de troncos da Sercomtel sofrerão um aumento. Isso ocorrerá porque a Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel) foi forçada, por decisão judicial, a revisar as tarifas da prestadora.

Nos novos cálculos foram retiradas as incidências da Cide-Funttel sobre as receitas de interconexão para as empresas associadas ao SindiTelebrasil e da Cide-Fust sobre as receitas de interconexão e de linhas dedicadas (EILD).



A assinatura básica residencial da Sercomtel passa a custar R$ 29,25, sem a inclusão de impostos, 0,45% a mais que o valor aprovado em novembro de 2017.

As assinaturas não residencial e tronco subiram 0,33%, passando a valer R$ 45,93, também sem considerar impostos e contribuições sociais.

A data-base para futuros reajustes tarifários da Sercomtel passa a ser 7 de novembro de 2017, tomando-se o Índice de Serviços de Telecomunicações (IST) relativo ao mês de janeiro de 2017 como básico para o cálculo do reajuste.

A reestruturação das empresas do grupo da concessionária paranaense foi a razão dada pela Justiça para o pedido de revisão tarifária. 

A norma prevê a prestação de outros serviços de telecomunicações diretamente pela concessionária desde que seja garantida a transferência integral dos ganhos econômicos que não decorram da eficiência ou iniciativa empresarial.



Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*