sexta-feira, 27 de abril de 2018

Prestadoras de telefonia fixa perdem 94,5 mil linhas em março

O que você achou? 
Nos últimos 12 meses, a queda foi de 1,2 milhões de assinantes.

Em um mês, a telefonia fixa perdeu 94.503 assinantes e nos últimos 12 meses, a redução foi de 1.208.833 linhas, segundo dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) referentes ao mês de março deste ano.

Atualmente, o país conta com 40.459.554 linhas fixas em operação. A operadora fixa autorizada que possui a maior fatia de mercado é a Claro, com 63,12% das linhas, um total de 10.818.655 assinantes. Na sequência, temos a Telefônica com 22,87% dos assinantes (4.777.058).

Uma fatia menor fica dividida entre a TIM, com 739,454 (4,31%); a Algar Telecom com 350.954 (2,05%); a Oi com 166.557 (0,97%); a Sercomtel com 88.870 (0,52%); a Cabo com 36.712 (0,21%); e a BT com 3.970 (0,02%).

Apesar de deter apenas 2,05% do mercado, entre as autorizadas, o destaque do mês ficou com a Algar Telecom que registrou um crescimento de 1,78% entre fevereiro e março deste ano. A Cabo cresceu 1,26%, a TIM, 0,35%, e a Telefônica, 0,30%. 

Já a Claro (-0,01%), a Oi (-0,07%) e a Sercomtel (-0,53%) apresentaram redução na comparação de março com fevereiro. A BT permaneceu estável (0,00%).

A Algar Telecom também se destacou no comparativo anual, com um crescimento de 35,08%. A TIM teve um aumento de 7,22% de assinantes em suas linhas fixas. O percentual de crescimento da Oi foi de 3,56%, da Sercomtel, de 1,69%, e da Telefônica, de 0,23%.

A BT (-14,77%), a Cabo (-1,46%) e a Claro (-1,36%) apresentaram redução no número de linhas. 

Concessionárias


Entre as concessionárias, a Oi tem a maior participação de mercado, com 56,03% dos clientes, um total de 13.065.965. Em seguida está a Telefônica que detém 40,01% do número de assinantes, o equivalente a 9.330.960 linhas fixas. 

O percentual restante fica com a Algar Telecom com 756.010 (3,24%); a Sercomtel com 165.874 (0,71%); e a Claro com 1.824 (0,01%).
O destaque do mês entre as concessionárias ficou com a Claro, que obteve um acréscimo de 0,22%

As demais operadoras apresentaram redução no percentual de linhas, com uma queda de -0,09% na Algar Telecom, de -0,15% na Telefônica, de -0,75% na Oi e de -2,16% na Sercomtel.

No período de 12 meses, a Claro também foi a concessionária que mais adicionou clientes a sua base de assinantes, com um aumento de 4,23%. A Algar Telecom também incrementou a sua lista de assinantes com 2,3% mais linhas.

Já a Telefônica, a Sercomtel e a Oi obtiveram quedas de -2,82%, -5,86% e -6,61%, respectivamente. 

No último mês, 17.138.921 linhas fixas foram registradas pelas autorizadas no país e 23.320.633 pelas concessionárias.

Em 12 meses, as autorizadas apresentaram diminuição de 20.586 (-0,12%) assinantes e as concessionárias de 1.188.247 (-4,85%). 

Comparado a fevereiro de 2018, houve aumento de 22.738 unidades (+0,13%) nas autorizadas e redução de 117.241 (-0,50%) nas concessionárias.

Um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) também apontou a redução dos telefones fixos nas residências brasileiras



Nenhum comentário:

Postar um comentário