terça-feira, 3 de abril de 2018

E-mail mostra SKY liberando funcionários para ato contra Lula

O que você achou? 
Assessoria de imprensa da operadora não nega o documento polêmico, mas diz que a empresa não vai comentar.


A SKY enviou, nesta segunda-feira (2), um e-mail para seus funcionários com uma mensagem, no mínimo, diferente. O texto dizia que a operadora liberaria seus funcionários hoje (3), às 16h, para que pudessem aderir ao movimento “Vem pra rua”, uma manifestação no Brasil contra o ex-presidente Lula.

No documento, divulgado por alguns portais de internet (incluindo a coluna do jornalista Paulo Henrique Amorim) e possivelmente por algum profissional da empresa, a SKY informa que não haveria descontos ou compensações para aqueles que saíssem no horário combinado, pelo menos 1 hora mais cedo do que o ato, o que seria importante para “planejar o deslocamento para que ele aconteça de forma segura – de preferência, utilizando o transporte público”.


O mais estranho é que a operadora de TV por assinatura indica que “as áreas essenciais devem combinar com os seus respectivos líderes como deve ocorrer o atendimento da área”, como um claro incentivo ao movimento político. 

Pedimos uma posição da assessoria de imprensa da SKY para checar se este e-mail realmente foi disparado pela empresa ou por algum distribuidor autorizado, mas a assessoria respondeu ao Minha Operadora que "a SKY não vai comentar".

Como uma forma de serviço aos profissionais da SKY, o e-mail inclui, inclusive, os horários e endereços marcados para cada protesto em São Paulo, na Bahia, no Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.

LEIA TAMBÉM:

O movimento ‘Vem pra rua’ foi divulgado pelo Facebook com a chamada “Ou você vai, ou ele volta!”, indicando que, caso os brasileiros não se manifestem, o político Luiz Inácio Lula da Silva poderia voltar ao poder no Brasil. A descrição do evento ainda diz: “não deixaremos que Lula se safe da cadeia”. No evento de BH, 3,3 mil pessoas se interessaram pelo ato e 1,7 mil confirmaram presença.

Em vídeos publicados no YouTube sobre o assunto, muitos clientes da SKY se indignaram com o posicionamento da SKY e disseram que deixarão a operadora. Alguns confirmaram que inclusive já cancelaram a assinatura depois que souberam dessa atitude.

Em fevereiro de 2018, a SKY foi a operadora de TV que mais perdeu clientes. Foram 71.204 assinantes a menos, uma queda considerável de 1,32% em apenas um mês. Resta aguardar os dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) referente ao mês de março e, principalmente, a abril, para saber se a base diminuirá ainda mais.

Quanto aos motivos que levaram a SKY se posicionar desta forma contra Lula, pagando seus funcionários para participarem do protesto – uma vez que estavam em horário de trabalho –, ainda é uma incógnita. Conforme adiantamos, a assessoria de imprensa não negou o documento polêmico, mas disse que a empresa não comentaria o assunto.


8 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Vou cancelar a Oi TV e assinar a SKY.

    ResponderExcluir
  3. Agora os petistas vão cancelar as assinaturas. Como gostam de fazer tumultos,aí é um bom pretexto.

    ResponderExcluir
  4. Parabenizo a Sky pela ação. O ato não é contra #Luladrão, é contra a impunidade. Prisão após a 4ª instância e depois de julgados todos os recursos, levará mais de 50 anos tramitando e caducará o processo. Se for para ser assim, melhor fechar a justiça e demitir todo mundo pra economizar dinheiro, a justiça se tornará inútil.

    ResponderExcluir
  5. Já sou assinante, agora que eu não saio mais da SKY parabéns operadora se todos fizessem isso o Brasil seria outro

    ResponderExcluir
  6. Parabéns a SKY. E já passou da hora desse vagabundo, pilantra ir pra cadeia.

    ResponderExcluir

Ao deixar a sua opinião no Minha Operadora você concorda em respeitar o nosso Código de Conduta.