Oi TV Livre com satélite Amazonas deixará de funcionar

Quem não tem receptor da Oi/Elsys no satélite SES 6 perderá o sinal, a não ser que pague por um novo aparelho; Oi não confirmou valor nem data da migração.



A Oi TV e a parceira Elsys devem, em breve, descontinuar o serviço Oi TV Livre para clientes que possuem um receptor ligado ao satélite Amazonas. Desde 2013 a operadora opera no satélite SES 6 e a ideia era que todos os assinantes fossem migrados de um para o outro em até dois anos.


O que acontece é que muitos ainda permanecem no satélite Amazonas e aparentemente terão que pagar pela troca dos receptores em suas casas, dessa vez com tecnologia HD compatível com o novo satélite.



Há pouco mais que um mês, alguns lojistas da Elsys receberam um comunicado com orientações para entrar em contato esses clientes do Oi TV Livre. Diz o seguinte:
“A OI TV está trocando a tecnologia do antigo satélite Amazonas para o SES 6 e os receptores dos clientes do pacote OITV LIGADO deixarão de funcionar. Para melhor atender a nossa base, precisaremos entrar em contato com alguns clientes que ainda estão conectados nesse satélite e informá-los da necessidade de troca por receptores com tecnologia HD compatíveis com o novo satélite.

Será oferecido de forma controlada, apenas para esse grupo de consumidores, uma condição especial para a troca do receptor (…). Contamos com seu apoio nesse processo de modernização! Caso seu cliente tenha dúvidas o encaminhe ao 0800 025 4781”.
Tentamos contato com a Elsys e a Oi para esclarecer quantos clientes ainda estariam no satélite Amazonas, quando essa migração deve ser concluída, qual seria a orientação para os clientes e qual preço eles pagariam por essa troca de receptor, mesmo já sendo clientes da empresa e já tendo gastado com a instalação do serviço.
Aguardamos por 14 dias um retorno da Elsys, que, por fim, informou que a Oi que responderia estas questões. A Oi, então, respondeu que a companhia não divulga a informação sobre quantidade de clientes no satélite Amazonas e que, referente à data de migração e média de preço do novo equipamento para o cliente, ainda estariam em definição.
“A Oi TV esclarece que cumprirá o prazo de prestação de serviço estabelecido em contrato a todos os clientes Oi TV Ligado. A modalidade de troca do receptor depende do plano do cliente. A operadora entrará em contato oportunamente e passará as orientações adequadas”, disse em nota ao Minha Operadora.
LEIA TAMBÉM:
Pode ser que a condição especial seja diferente dependendo do cadastro de cada cliente, mas nem a operadora nem a empresa parceira confirmaram essa informação.

Contrato 


O canal GPSPezquiza publicou, recentemente, o relato de uma cliente do Oi TV Livre, que recebeu uma mensagem no dia 24 de fevereiro dizendo que, devido a descontinuidade de tecnologia, ela deveria ligar para a Elsys para evitar a perda de seu sinal.
“Ao ligar neste número as atendentes dizem que desconhecem tal informação e pedem para eu ligar na Oi. Ao ligar no 10631 para saber de que trata essa informação pedem para eu ligar na Elsys”, conta Michele Gonçalves.
A cliente conta que, em outro momento, disseram que o satélite Amazonas seria desativado em 2019 e que, para não perder o sinal, seria necessário jogar o receptor HD fora e comprar um novo, compatível ao SES 6. “O que eu acho absurdo, se a Oi vai desativar o satélite é ela que deve trocar o receptor”, afirma Michele, que pagou R$ 650 na instalação do receptor atual.
De fato, assim como a dificuldade apresentada pela consumidora em relação à comunicação entre a Elsys e a Oi referente ao assunto, a assessoria de imprensa demonstrou o mesmo problema, sem passar nenhuma informação oficial sobre datas, valores ou orientações gerais aos clientes, dizendo apenas que seguiria o contrato.
Conforme mostram as imagens abaixo, do contrato da Oi, destacado pelo youtuber Richard Lima, a operadora garante o acesso ao Oi TV Livre por meio de um receptor somente por 2 anos (até o ano passado eram 5 anos), sendo que, após esse período, a operadora pode descontinuar o serviço. A única regra seria o aviso com 30 dias de antecedência, exigência da Anatel para todos os serviços de telecomunicações.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
43 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários