terça-feira, 27 de março de 2018

Oi TV Livre com satélite Amazonas deixará de funcionar

O que você achou? 
Quem não tem receptor da Oi/Elsys no satélite SES 6 perderá o sinal, a não ser que pague por um novo aparelho; Oi não confirmou valor nem data da migração.


A Oi TV e a parceira Elsys devem, em breve, descontinuar o serviço Oi TV Livre para clientes que possuem um receptor ligado ao satélite Amazonas. Desde 2013 a operadora opera no satélite SES 6 e a ideia era que todos os assinantes fossem migrados de um para o outro em até dois anos.

O que acontece é que muitos ainda permanecem no satélite Amazonas e aparentemente terão que pagar pela troca dos receptores em suas casas, dessa vez com tecnologia HD compatível com o novo satélite.



Há pouco mais que um mês, alguns lojistas da Elsys receberam um comunicado com orientações para entrar em contato esses clientes do Oi TV Livre. Diz o seguinte:

“A OI TV está trocando a tecnologia do antigo satélite Amazonas para o SES 6 e os receptores dos clientes do pacote OITV LIGADO deixarão de funcionar. Para melhor atender a nossa base, precisaremos entrar em contato com alguns clientes que ainda estão conectados nesse satélite e informá-los da necessidade de troca por receptores com tecnologia HD compatíveis com o novo satélite.

Será oferecido de forma controlada, apenas para esse grupo de consumidores, uma condição especial para a troca do receptor (...). Contamos com seu apoio nesse processo de modernização! Caso seu cliente tenha dúvidas o encaminhe ao 0800 025 4781”.

Tentamos contato com a Elsys e a Oi para esclarecer quantos clientes ainda estariam no satélite Amazonas, quando essa migração deve ser concluída, qual seria a orientação para os clientes e qual preço eles pagariam por essa troca de receptor, mesmo já sendo clientes da empresa e já tendo gastado com a instalação do serviço.

Aguardamos por 14 dias um retorno da Elsys, que, por fim, informou que a Oi que responderia estas questões. A Oi, então, respondeu que a companhia não divulga a informação sobre quantidade de clientes no satélite Amazonas e que, referente à data de migração e média de preço do novo equipamento para o cliente, ainda estariam em definição.

“A Oi TV esclarece que cumprirá o prazo de prestação de serviço estabelecido em contrato a todos os clientes Oi TV Ligado. A modalidade de troca do receptor depende do plano do cliente. A operadora entrará em contato oportunamente e passará as orientações adequadas”, disse em nota ao Minha Operadora.

LEIA TAMBÉM:


Pode ser que a condição especial seja diferente dependendo do cadastro de cada cliente, mas nem a operadora nem a empresa parceira confirmaram essa informação.

Contrato 


O canal GPSPezquiza publicou, recentemente, o relato de uma cliente do Oi TV Livre, que recebeu uma mensagem no dia 24 de fevereiro dizendo que, devido a descontinuidade de tecnologia, ela deveria ligar para a Elsys para evitar a perda de seu sinal.

“Ao ligar neste número as atendentes dizem que desconhecem tal informação e pedem para eu ligar na Oi. Ao ligar no 10631 para saber de que trata essa informação pedem para eu ligar na Elsys”, conta Michele Gonçalves.

A cliente conta que, em outro momento, disseram que o satélite Amazonas seria desativado em 2019 e que, para não perder o sinal, seria necessário jogar o receptor HD fora e comprar um novo, compatível ao SES 6. “O que eu acho absurdo, se a Oi vai desativar o satélite é ela que deve trocar o receptor”, afirma Michele, que pagou R$ 650 na instalação do receptor atual.

De fato, assim como a dificuldade apresentada pela consumidora em relação à comunicação entre a Elsys e a Oi referente ao assunto, a assessoria de imprensa demonstrou o mesmo problema, sem passar nenhuma informação oficial sobre datas, valores ou orientações gerais aos clientes, dizendo apenas que seguiria o contrato.

Conforme mostram as imagens abaixo, do contrato da Oi, destacado pelo youtuber Richard Lima, a operadora garante o acesso ao Oi TV Livre por meio de um receptor somente por 2 anos (até o ano passado eram 5 anos), sendo que, após esse período, a operadora pode descontinuar o serviço. A única regra seria o aviso com 30 dias de antecedência, exigência da Anatel para todos os serviços de telecomunicações.



3 comentários:

  1. Na minha terra o nome disso é sacanagem.

    ResponderExcluir
  2. Isso só incentiva ao cidadão comprar "aparelho pirata", deveriam ter deixado claro para o consumidor que só poderia fazer uso por dois anos, ninguém me alertou sobre isso! Prevejo diversas ações contra a Oi que já está falida e por isso é difícil receber.

    ResponderExcluir