Anatel também adia decisão sobre cassação de licenças da Oi

Anúncio veio após operadora pedir mais tempo à Justiça para apresentar novo plano de recuperação judicial e se reunir com seus 55 mil credores.

Depois que a Oi pediu mais tempo para apresentar novas propostas aos seus 55 mil credores, que fazem parte do maior processo de recuperação judicial do Brasil, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) também decidiu adiar a discussão relacionada à operadora, que poderia confirmar a cassação das licenças da Oi.

Em nota à imprensa, a agência reguladora afirmou, nesta quinta-feira (28), que retirou os assuntos envolvendo a situação do Grupo Oi da pauta do Conselho Diretor de hoje, que, supostamente, seria de decisão. As razões envolvem a complexidade do caso e o processo judicial da empresa, que pode acabar em decretação de falência, mas que, para o conselheiro Leonardo Euler de Morais, não afetará o funcionamento do setor, qualquer que seja seu resultado.
Para Morais, a única forma da companhia sair com sucesso do processo é o aporte de capital, portanto, tornando necessário “um Plano de Recuperação Judicial que atraia capital novo e concentre esforços na recuperação da capacidade operacional e sustentabilidade econômico-financeira das empresas”.
Apesar do assunto não ser discutido pela Anatel na data prevista, o conselheiro ainda esclarece que a retirada da pauta não muda o fato de que as empresas do Grupo Oi devem responder tanto à Justiça quanto à Anatel, e que “a Agência tomará as providências que julgar necessárias e adequadas para garantir a continuidade das operações e reduzir o risco sistêmico do setor”.
Quando fala em medidas, ele se refere à decretação de intervenção e também à abertura de processos administrativos que avaliariam a caducidade da concessão de telefonia fixa da Oi e a extinção das demais atividades. Segundo a Anatel, a atitude seria legal perante à lei, e válida se for a posição mais favorável ao interesse público. Se acontecer, de fato, a agência ainda diz garantir os direitos a todos os envolvidos.
E agora?
Aprovada pela justiça, a nova data da Assembleia Geral de Credores da Oi foi marcada para o dia 23 de outubro. Se necessário, haverá outra no dia 27 de novembro, conforme solicitado pela operadora. Quanto à possibilidade de cassação da Oi, a pauta entrará em breve na discussão do Conselho Diretor da Anatel, em reunião ordinária ou extraordinária, mas, por enquanto, sem data definida.
LEIA TAMBÉM:


COMPARTILHAR EM:

COMENTÁRIOS MAIS BEM AVALIADOS DO MÊS

55

Banco Inter vai distribuir gratuitamente 7 mil chips da Intercel

é um chip degustação, esperava o que? rs
  • 01/07/2020 by Luiz Carvalho

48

Banco Inter vai distribuir gratuitamente 7 mil chips da Intercel

dados atualmente não são problemas para as grandes operadoras, e mesmo assim, mta gente não se sente satisfeito, pois a escolha depende de outros fatores tbm. Ex: Oi oferece pacotes gigantescos de dados e sinal ruim…outras não se sentem bem atendidos, ou enfrentam problemas diversos…esses dias o vivo easy prime deu um BO impedindo que fosse realizado chamadas, Claro Flex tem um plano maravilhoso e um aplicativo péssimo…todas tem prós e contras, e cada consumidor tem uma medida do que é mais importante pra si mesmo.
  • 01/07/2020 by Luiz Carvalho

42

Consumidor presta queixa contra comercial de Vivo Fibra

Meu deus do céu. Esse povo tá chato demais. Essa geração mi-mi-mi tá um saco.
  • 20/06/2020 by Tauan Fontoura

37

‘TIM Beta’ e ‘TIM Pré’ vão perder alguns benefícios

A Tim só tem um pouco mais de vantagem no pré pago, devido ter Facebook Twitter e Messenger e whatsapp, agora se começar a regular uso, com certeza a Claro vai ser o melhor plano. Tenho e não troco por nenhuma.
  • 02/07/2020 by Roberto Ramos

37

‘TIM Beta’ e ‘TIM Pré’ vão perder alguns benefícios

O TIM Black e os planos controle também sofreram essas medidas. Isso vai fazer a Claro roubar os clientes da TIM.
  • 02/07/2020 by Jefferson Rodrigues

COMENTÁRIOS RECENTES DE TODO O SITE

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários