Estados indianos desligam internet e SMS por cinco dias

COMPARTILHAR:

Ação foi imposta para evitar tumultos na web com a divulgação da sentença de um líder religioso, acusado de estupro.

Os estados de Punjab e Haryana, no norte da Índia, decidiram desligar a internet por cinco dias e a comunicação por SMS, entre 24 e 29 de agosto. A ação foi tomada para evitar confusões após a divulgação da sentença do julgamento de Ragim Singht, líder do grupo religioso Dera Sacha Sauda, acusado de estuprar duas mulheres que participavam do culto da seita religiosa em 2002.

A medida atingiu cerca de 50 milhões de pessoas do país. As autoridades dos estados também decidiram bloquear estradas, suspender aulas e algumas atividades comerciais. Porém, mesmo com essa série de ações, houveram muitas complicações.

O líder religioso foi condenado a 20 anos pelo crime. Após a sentença, publicada na última segunda-feira, 28,  um grande número de seguidores protestaram violentamente nos estados, o que resultou na morte de 38 pessoas. Depois do desenrolar trágico dos acontecimentos, as comunicações via internet e SMS foram restabelecidas em ambos os estados nesta terça-feira, 29.


Mercado de telefonia na Índia


A Índia tem se notabilizado por puxar o crescimento da telefonia móvel no mundo, ativando cerca de 43 milhões de novas linhas de celulares nos primeiros três meses desse ano.

LEIA TAMBÉM:

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários