Brasil é o único país da América Latina com espectro para 5G

Até agora, Brasil é o único país da América Latina a bater os 30% do espectro radioelétrico, condição fundamental para implantação do 5G.
O Brasil bateu a marca sugerida pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) com mais de 30% do espectro radioelétrico para 2020, condição importante para melhorar o desempenho da banda larga móvel e para a implantação de redes 5G.

O documento divulgado pela UIT indica que na América Latina só o Brasil já ultrapassou – com 31,1% – dos 1960 MHz sugeridos pela organização até 2020. Entre os países do continente que estão próximos de alcançar esse objetivo estão o Chile (24%), México (23,7%), Argentina (23,6%), Costa Rica (23,5%) e Nicarágua (21,4%).

Segundo os dados divulgados, o maior desenvolvimento de LTE (4G) no mundo se deu após as operadoras receberem mais espectro. As tecnologias móveis se beneficiaram dos canais de rádio mais largos, que geram maior eficiência e maior taxa de transferência de dados.

O licenciamento de espectro para canais dedicados também permite as operadoras oferecer aos usuários mais velocidade de banda larga móvel e possibilita estender o acesso à internet a todos os territórios.

LEIA TAMBÉM:


About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


*