Banco Safra compra 16% das ações da Oi

Banco Safra não espera ter o poder de tomar decisões importantes ou alterar o controle da empresa, mas aposta em resultados promissores no futuro.

O Grupo Oi divulgou na noite desta terça-feira (14), comunicado aos seus acionistas e mercado em geral, anunciando que o Banco Safra S.A., por meio do Virgo Fundo de Investimento Multimercado Crédito Privado Investimento no Exterior, agora tem posição acionária relevante dentro da companhia, depois de ter adquirido 25.416.800 do total de ações preferenciais OIBR4 (16,11%).

Comprando ações preferenciais, o Banco Safra não espera ter poder de influência para mudar alguma coisa dentro da Oi, como participar de votações em assembleias gerais ou ter participação nos resultados da companhia, benefícios obtidos por quem compra ações ordinárias. As ações preferenciais têm muitos direitos restritos, mas são ótimas para quem procura uma boa distribuição de dividendos, fixo ou mínimo, e reembolso de capital.

Será que vale a pena investir na Oi?

No momento da publicação desta reportagem, as ações preferenciais da Oi (OIBR4) estavam custando R$ 4,31 por unidade na Bolsa de Valores. As ações ordinárias (OIBR3), por darem mais poder ao acionista dentro da empresa, geralmente são mais caras, e custavam R$ 5,09 no mesmo momento.

Além do Banco Safra, os outros grandes sócios da Oi S.A. no quadro geral de acionistas são:

  • Pharol SGPS S.A. – 22,24%
  • Societé Modiale – 6,32%
  • BNDES Participações – 4,63%
  • PointState Capital – 4,18%
  • Marathon Asset Management – 1,76%

Se você tivesse capital para investir em ações, a Oi estaria nos seus planos?



Leia também:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários