Banda larga da NET foi a mais procurada pelos consumidores em agosto

Destaque ainda para os provedores de internet comunitários, que juntos lideraram em número de instalações de internet fixa. Veja os dados completos.

Os planos de internet banda larga residencial (NET Vírtua) e comercial (Embratel) do grupo América Móvil foram os mais disputados durante o mês de agosto de 2016. De acordo com relatório divulgado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), os serviços de internet fixa do grupo mexicano no Brasil atraíram 38.077 novos clientes, encabeçando a lista das empresas que mais cresceram.

Em segundo lugar aparece a Vivo Fibra, que aumentou a sua base em 16.085 acessos, graças principalmente a um bom desempenho na área da antiga GVT.

Para quem tem uma área de atuação ainda muito pequena (grandes centros urbanos do Rio de Janeiro e São Paulo), a TIM Live, ultra banda larga da operadora italiana, teve um desempenho satisfatório. Nos 31 dias de agosto, 6.717 novos pontos de acesso foram instalados.

A Algar Telecom, que também possui rede em poucas cidades do sudeste brasileiro, também conseguiu novos usuários: 5.679 para sermos mais precisos.

Mesmo com uma perda considerada pequena em relação ao seu total de clientes, a Oi Velox foi a empresa de banda larga que mais desativou planos. No oitavo mês do ano a Anatel registrou uma fuga de 4.009 consumidores.

Pela primeira vez no ano, a SKY Banda Larga, que utiliza a tecnologia LTE/4G para prestar o serviço de internet fixa, sofreu retração na quantidade de assinantes. Foi uma queda discreta, de apenas -2.595 assinaturas, mas que já gera impacto na base da companhia, que é pequena, tendo ela pouco mais de 305 mil clientes.


Chamou a atenção o ótimo desempenho das operadoras menores de internet, representadas principalmente pelos provedores comunitários que levam cabeamento ou sinal via rádio para lugares onde as principais teles não chegam. Juntas, essas empresas ativaram 100.491 assinaturas legais de banda larga só em agosto. Hoje, elas já representam 10,39% da fatia de mercado nacional. Se todas se juntassem para formar uma única operadora, ela seria a quarta maior do Brasil, ficando atrás apenas de NET/Embratel (31,56%), Telefônica/Vivo (28,17%) e Oi (24,13%).

Nos dados gerais, a agência reguladora diz que o Brasil contabilizou 26.507.895 assinaturas de internet rápida fixa, o que representa presença em 38,94% das moradias.

Leia também:


About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários