Carlos Zenteno não é mais presidente da Claro Brasil

Executivo será transferido para cuidar das operações da Claro na Colômbia.

A operadora Claro informou na noite desta quinta-feira, 17, por meio de nota enviada à imprensa, que o executivo mexicano Carlos Zenteno foi removido do cargo de CEO (diretor-presidente) da operadora no Brasil. A América Móvil (controladora da Claro), decidiu nomea-lo como diretor da operadora na Colômbia.

Apontado como um executivo de grande confiança do bilionário Carlos Slim (dono da América Móvil), Zenteno já foi gerente geral da Claro Equador e sentou na cadeira de diretor da empresa no Paraguai, Uruguai e Argentina. Por todos os lugares em que passou, conseguiu multiplicar o market share (participação de mercado) da Claro em até 10 vezes.

A missão dele no Brasil era fazer a Claro frear o avanço da Vivo e multiplicar o seu número de clientes. No entanto, apesar de inegáveis conquistas, como o pioneirismo na implantação de novas tecnologias e o bom desempenho na banda larga móvel, a Claro acabou perdendo a vice-liderança do celular para a TIM.

Enquanto não é escolhido um substituto definitivo para ocupar a sala de Zenteno, o presidente da América Móvil no Brasil (responsável pelas marcas Claro, NET e Embratel), José Antônio Félix, assume o cargo interinamente.


Novidade: Veja a lista de notícias em que Carlos Zenteno é citado no Minha Operadora.

Leia também:


About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários