TIM se junta a concorrência e decreta o fim da velocidade reduzida

Até o famoso TIM Beta – conhecido por não reduzir a velocidade de conexão após atingir o limite de dados, será afetado. 


Primeiro começou com a Vivo, depois a Oi seguiu o exemplo, observadora, a Claro resolveu tomar uma atitude e a TIM anunciou nesta semana que também vai cortar o acesso dos seus clientes de planos pré-pagos e controles dos estados de Pernambuco e Rio Grande do Sul, além do DDD 19 (Grande Campinas – SP), a partir do dia 15 de janeiro de 2015.

A mudança vai ocorrer nos planos de tarifação diária de internet de praticamente todos os planos da empresa, com exceção do TIM Beta, que passará a ter velocidade reduzida de verdade, de até 50 kbps. Antes, apesar de previsto em contrato 10 MB de franquia, os usuários do TIM Beta navegavam de forma ilimitada na internet, congestionando a rede da operadora. Aos poucos, isso deve mudar.

Após o fim da franquia de um pacote contratado, o cliente deverá contratar um pacote adicional para continuar acessando a rede. Começaram a estar disponíveis três planos adicionais com tarifação diária, e um com tarifação mensal. São eles:

+ 10 MB – R$ 0,75 por dia;
+ 30 MB – R$ 1 por dia;
+ 100 MB – R$ 1,99 por dia;
+ 300 MB – R$ 21,90 válido por 30 dias.

A velocidade nominal padrão de acesso continua em 5 Mbps para uma área coberta pela rede 4G (com aparelho compatível), e 1 Mbps para uma área coberta com 3G.

Vivo

Foi a primeira operadora a cortar o acesso dos usuários ao passo que o limite de dados disponível no plano utilizado seja atingido. Em 6 de novembro, os clientes dos estados de Minas Gerais e Rio Grande do Sul foram atingidos.


A partir de 30 de dezembro a Vivo começa a reduzir a velocidade de acesso dos seus planos de internet no Acre, Amapá, Amazonas, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantis e Distrito Federal.


Em 12 de janeiro de 2015 será a vez dos municípios do Espírito Santo receberem a mudança. Os demais estados já estão com datas definidas para o encerramento da redução de velocidade, mas elas não foram confirmadas pela operadora.

Claro

Oficialmente, a mudança na tarifação da internet da Claro começará a ser executada a partir de 28 de dezembro em todo o Brasil. No entanto, a operadora já começou a vender seus pacotes informando que será necessário contratar pacotes adicionais se quiser continuar navegando. Os pacotes adicionais são:

+ 10 MB – R$ 0,75 por dia;
+ 20 MB – R$ 0,99 por dia;
+ 225 MB – R$ 11,90 válido por 30 dias;
+ 450 MB – R$ 21,90 válido por 30 dias.

Oi

A Oi já começou a praticar o fim da velocidade reduzida desde o dia 8 de dezembro em todos os estados brasileiros. A decisão, ao contrário da TIM, afetou principalmente os pacotes de internet com tarifação semanal e mensal, já que o corte só é realizado a partir do dia seguinte ao que o cliente atingir a franquia. Por exemplo: quem atingiu a franquia nesta quarta-feira (17), só vai ter o acesso negado (a menos que adquira um pacote adicional) a partir da 0h de quinta-feira (18). Os pacotes adicionais oferecidos pela Oi para continuar acessando a rede após o bloqueio, são três:

+ 10 MB – R$ 0,75 por dia;
+ 40 MB – R$ 2,90 válido por 7 dias;
+ 50 MB – R$ 2,99 por dia.

Nextel

A operadora Nextel oferece internet 3G (4G no Rio de Janeiro) sem a prática do bloqueio de acesso ao fim da franquia. De qualquer forma, ela não chega a sair na vantagem em comparação a concorrência, pois a Nextel vende apenas planos pós-pagos (conta), e esse tipo de segmento também não foi afetado pelas quatro principais operadoras de telefonia móvel do mercado brasileiro.

Geralmente, a forma de contratação dos pacotes adicionais será informada pela sua operadora no momento em que atingir o limite da franquia contratada.


Leia também: Diretor da Vivo fala sobre ideia de acabar com a velocidade reduzida
                         Existe vantagem em acabar com a redução de velocidade?
About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
11 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários