Veja os preços dos pacotes 4G nas operadoras

O prazo estabelecido pela Anatel para o início das operações do 4G no Brasil se encerrou ontem (30) e as principais operadoras do país divulgaram seus planos para a oferta do serviço. Como esta semana já começou muito corrida para o setor de Telecomunicações, com a apresentação das redes 4G das principais operadoras do país, apresentação do novo smartphone da Samsung (o Galaxy S4 que virá compatível com o 4G para o Brasil), e a apresentação dos resultados financeiros das teles, entendemos que fica meio confuso este bombardeio de informação para o leitor. Por isso, a gente preferiu resumir numa única postagem todos os planos oferecidos pelas operadoras com 4G no Brasil.
 
A Claro e a Oi foram as primeiras teles a se anteciparem ao cronograma da Anatel. A Claro, inclusive, adicionou São Paulo às cidades com oferta do 4G, mesmo a capital paulista não sendo uma das cidades-sede da Copa das Confederações que fazem parte desta primeira fase de implementação da rede no país.
 
A Vivo, por sua vez, apresentou sua estratégia somente ontem, durante evento. A operadora irá vender pacotes do 4G dentro do seu plano MultiVivo, que permite compartilhar a mesma rede com até seis dispositivos.
Já a TIM, revelou sua estratégia somente após a divulgação dos resultados financeiros da empresa na tarde desta terça-feira. A empresa venderá pacotes “Liberty Web” para o uso do 4G em modem (para notebooks e tablets) e para smartphones.
 
Além disso, para cumprir o cronograma, a operadora fechou um acordo de compartilhamento de rede com a Oi. Nesta primeira fase, a TIM fará os procedimentos necessários para instalação da rede em Recife. A Oi será responsável por Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza e Salvador. Na segunda fase, para atender o prazo da Anatel que determina ativação do 4G até 31 de dezembro nas cidades-sede da Copa do Mundo, a TIM ficará com São Paulo, Natal e Curitiba e a Oi com Manaus, Porto Alegre e Cuiabá.
A maioria das operadoras disseram que irão praticar os mesmos valores do 3G para o 4G. Na realidade, a oferta de serviços é que será parecida. Já os preços devem oscilar dependendo da tele, perfil do consumidor e aparelho utilizado.
 
Por exemplo, se você já é cliente Claro e possui um pacote de dados de pelo menos 2 GB no celular, ou tem um modem que já tem um plano de 5 GB, neste caso, basta você ligar para operadora para ativar o 4G, lembrando que para uso do 4G é necessário ter aparelhos compatíveis com a tecnologia.
A Oi, por sua vez, oferece subsídios de até R$ 600 para a compra de smartphones ou tablets compatíveis com o 4G. Além disso, os clientes que adquirirem pacotes 4G com franquia de dados de 10 GB terão acesso ilimitado aos hotspots Oi Wi-Fi.
 
A Vivo confirmou suas ofertas para o 4G em todo o Brasil. No entanto, a rede inicialmente só estará disponível nas seis cidades-sede da Copa das Confederações. Além disso, os valores para o uso da tecnologia em smartphones irá variar para cada estado (confira aqui a lista completa).
 
Já a TIM também irá adotar a estratégia de oferecer o 4G “de graça” para quem já for cliente pós-pago da empresa. A operadora irá oferecer um upgrade sem a necessidade de alterar preços ou franquias de uso.
preços do 4G no lançamento no Brasil
Obs.: Os valores da Vivo para “celular” citados acima refletem apenas a opção mais básica de pacote 4G. A operadora também oferece planos com franquia de 4GB e 6GB para smartphones.

A SKY tem o plano ideal para a sua TV! Aproveite já com 50% de desconto no primeiro mês. Ligue 0800 123 2040.


COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
Jefferson Rodrigues

Pacotes caríssimos! A Internet 5G também será caríssima.

Cidade - UF
Maceió
Pedro Bringel

Poxa, bem curioso saber o quão caro pagávamos por uma quantidade – para os dias atuais – baixíssima de dados. Imaginem daqui a 5 anos, que possivelmente diremos o quão caro é a internet móvel em 2020.

Cidade - UF
Cupikeno - BA
Ueritom Ribeiro Borges

Espero que você esteja certo e que não aumentem os valores dos planos em vez disso, como a Vivo fez recentemente com o Vivo Easy.

Cidade - UF
São José/SC