Analistas destacam atuação de operadoras no mercado global de M2M


Pelo 2º ano consecutivo, a europeia Vodafone foi eleita pela empresa de pesquisas Machina Research como o provedor que “mais toma proveito global de oportunidades de comunicação máquina-a-máquina (M2M)”, seguida da norte-americana AT&T, da alemã Deutsche Telekom e da espanhola Telefónica, controladora da Vivo no Brasil. O levantamento, chamado de M2M CSP Benchmarking Study, comparou as atuações dessas e de mais cinco operadoras: Orange, Telenor, Verizon, Telekom Austria Group M2M e Telia Sonera. O estudo, na verdade, é uma previsão que se baseia em um cenário de “provável sucesso em longo prazo” nas margens geradas com serviços M2M, focando em seis áreas-chave: “pedigree” (experiência no mercado), plataforma, lugar, parcerias, processos e pessoas.

A liderança da Vodafone, segundo a Machina, se deve a novas implementações no setor que deverão estar ativas neste ano, além da oferta de estrutura melhor em consequência da aquisição da C&W Worldwide e da nova área corporativa na operadora. Já a Deustsche Telekom foi celebrada por ter resolvido a abordagem que dará ao mercado dos Estados Unidos. A AT&T, por sua vez, teve ressaltado o reforço das parcerias globais com sua rede.

A Telefónica, ainda de acordo com a avaliação da Machina, é destaque por conta de sua liderança em uma aliança global de operadoras M2M (que inclui a italiana Telit e a britânica Masternaut), ainda não batizada. Tanto que a companhia espanhola comemorou o fato mesmo estando em quarto lugar, dizendo que o benchmark valoriza as parcerias horizontais e a cobertura na América Latina, região considerada como umna das prioridades da companhia.

COMPARTILHAR EM:

About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários