Moradores precisam ir a cemitério para usar celulares

Os moradores do bairro Bateias, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, precisam se deslocar ao cemitério do bairro quando querem fazer ligações de aparelhos celulares. Esse é o único lugar onde é possível usar os aparelhos sem precisar se deslocar até o Centro. Mesmo assim, segundo os moradores, o sinal ainda falha.

Os irmãos Leandro e Joice contam que, quando estão em casa, usam os aparelhos apenas para ver a hora e ouvir música. Por mais que tentem, não há sinal na região. Outro morador diz que o celular só serve para usar o GPS.

O comerciante Paulo Schmdeller até tem alguns aparelhos para vender na vitrine. Além disso, também comercializa créditos para as linhas pré-pagas. Porém, tudo está encalhado. “Não pode usar, não pega celular”, lembra.

O fato de o celular só funcionar no cemitério já rende brincadeiras entre os moradores do bairro. Eles dizem que basta entrar no local para os aparelhos “ressuscitarem”. Apesar do bom humor, nem todos se atrevem a ir ao cemitério para fazer ligações no período noturno.

Em nota, as operadoras que oferecem o serviço de celular na cidade (Claro, TIM e Oi) informaram que não têm projetos para instalar antenas na região. Enquanto o problema persiste, um estudante deixa o endereço do melhor sinal do bairro. “Quadra 4, em frente ao túmulo 5. Quem quiser ligar, tem que ser daqui agora”, afirma.

A RPC TV, afiliada da TV Globo na localidade, preparou inclusive uma reportagem a respeito do problema. Clique aqui para assistir.
About Redação Minha Operadora
Um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecomunicações do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários